Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Anitta
Anitta e J. Balvin lançam clipe para 'Machika'
Funk
MC Diguinho lança 'versão light' de funk com apologia ao estupro
Elis Regina
Disco clássico de Elis Regina será relançado no Dia das Mães
Cifras
Músico Flávio Henrique morre por complicações da febre amarela em BH
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

67 anos de Bon Scott

7/8/2013 11:32:02 PM
Um dos vocalistas mais icônicos da história do Rock completaria 67 anos hoje, se estivesse vivo. Bon Scott faleceu aos 33 anos, em 19 de fevereiro de 1980, mas o legado do homem de frente do AC/DC entre 1974 e 1980 permanece intacto.


Início

Ronald Belford Scott nasceu no dia 9 de julho de 1946, na cidade de Forfar, Escócia. Ironicamente, o município está situado no condado de Angus, primeiro nome daquele que seria um de seus parceiros de banda no futuro.



Com apenas seis anos de idade, mudou a cidade de Melbourne, Austrália, juntamente de sua família. Aos quinze, era detido pela primeira vez, por roubar doze litros de combustível e dar nome e endereço falsos para a polícia. Tentou entrar para o exército australiano, mas foi rejeitado. O motivo? "Socialmente desajustado".

Música

Seu pai era músico, herdando daí a sua aptidão. Além de vocalista, Bon Scott tocava bateria e gaita de foles - talento comprovado na música "It's A Long Way To The Top (If You Wanna Rock N' Roll)", do AC/DC.

Antes da banda que o relevaria ao mundo, esteve no grupo The Spektors, em 1966, como baterista. Posteriormente, participou do The Valentines como co-vocalista, que teve expressão nacional. Inspirado em Little Richard, Scott começava a sua história no mundo do Rock.



Antes do AC/DC, o seu trabalho de maior repercussão foi o Fraternity, grupo de rock progressivo que chegou a tocar com o Status Quo durante a década de 1980. A banda excursionou pelo Reino Unido, mas acabou em 1973.

AC/DC

Bon Scott não foi o primeiro vocalista do AC/DC. Antes dele, entre os anos de 1973 e 1974, Dave Evans liderou a banda. Mas foi com Scott que o grupo ganhou a cara que lhe rendeu sucesso.

A habilidade dos irmãos guitarristas Angus e Malcolm Young aliada à performance de Bon gerou o primeiro disco, "High Voltage", ainda em 1974. O vocalista mergulhou de cabeça no projeto, também colaborando com as composições. Influências como Little Richard, Chuck Berry e ícones do blues eram notáveis no rock n' roll do AC/DC.



O crescimento paulatino da banda, que passou a contar com Phil Rudd como baterista fixo, é destacável. A cada trabalho, o AC/DC demonstrava evolução. O sucesso veio em definitivo com "Let There Be Rock" (1977) e "Powerage" (1978), este marcando a estreia do baixista Cliff Williams, até hoje na formação.

"Highway To Hell" potencializou a boa repercussão que o grupo vinha tendo no mundo. O AC/DC, finalmente, chegava ao mercado fonográfico de maior consumo: os Estados Unidos. Foi o primeiro disco a atingir as 100 primeiras posições das paradas do país.



Morte

Apesar de seus talentos, Bon Scott era um "junkie". Esteve envolvido com drogas e álcool durante parte de sua vida. Sua morte, ocorrida em 19 de fevereiro de 1980, é emblemática: não há confirmação oficial, mas tudo indica que o vocalista tenha morrido asfixiado com seu próprio vômito.

Os fatos comprovados são: Scott estava em uma noite de bebedeira e foi encontrado desacordado. Sua morte foi confirmada ainda a caminho do hospital. A causa oficial é "envenamento acidental por ingestão exagerada de álcool".



O AC/DC considerou encerrar suas atividades após o baque. Mas os integrantes acreditavam que Bon Scott gostaria que eles continuassem. A família do cantor apoiou o prosseguimento do trabalho e eles retornaram com o vocalista Brian Johnson para lançar o quarto disco mais vendido da história da música: "Back In Black", ainda em 1980.

Os trabalhos posteriores tiveram uma orientação menos centrada no blues, dádiva de Bon Scott. Mas seu legado foi preservado com respeito pelo grupo. Não é pra menos: a influência de Scott ainda se reflete na música contemporânea.

por Igor Miranda

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2018

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2018 Petaxxon Comunicação Online