Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
João Gilberto
Criador da bossa nova, João Gilberto vive em 'absoluta penúria financeira'
The Grammy Awards
'Despacito' domina Grammy Latino 2017 com quatro prêmios
Anitta
Anitta está oficialmente 'casada' com Thiago Magalhães
Janet Jackson
Nariz de Janet Jackson está 'caindo', diz cirurgião plástico
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

73 anos de John Lennon

10/9/2013 9:02:48 AM
(Foto: Divulgação)


Goste ou não de seu trabalho, John Lennon é, sem dúvidas, um dos músicos e compositores mais talentosos e consagrados da história da música.

John Winston Lennon completaria 73 anos hoje. Infelizmente, ele não está vivo para celebrar este aniversário. Mas seu legado permite que seus fãs comemorem por ele.

Nascido em Liverpool, Inglaterra, John teve contato ainda criança com seu primeiro violão. Sua primeira banda, The Quarrymen, foi fundada em 1956, quando ele tinha apenas 16 anos. O grupo se apresentava em eventos locais. Naquele mesmo ano, Lennon conhecera Paul McCartney através de um amigo. A história da música mudaria a partir dali.

McCartney foi convidado a integrar os Quarrymen. Dois anos depois, quem se junto ao grupo foi o guitarrista George Harrison. Variações de integrantes chegaram até a formação que contava com os três, o baixista Stuart Sutcliffe (que sairia do grupo) e o baterista Pete Best (que seria substituído por Ringo Starr).

Na década de 1960, os Quarrymen deram lugar aos Beatles, que saíram de Liverpool para dominar o mundo. O grupo lançou discos que revolucionaram a música, por conta da grande popularidade e por inovações, sejam nas estruturas musicais ou em produções de estúdio.

(Foto: Divulgação)

A banda acabou em 1970, mas John Lennon tinha uma carreira solo engatilhada, com dois álbuns já lançados e a participação daquela que foi sua esposa até sua morte, a artista plástica Yoko Ono. A carreira solo de Lennon se tornou bastante prolífica e o casal passou a se envolver também com causas políticas, sempre em prol da paz e fim das guerras.

Para um homem que propunha a paz, a sua morte foi pra lá de violenta. Lennon foi assassinado aos 40 anos, no dia 8 de dezembro de 1980, quando voltava ao apartamento onde morava, em Nova Iorque. Mark David Chapman pediu um autógrafo de John e logo depois o assassinou, com tiros de revólver calibre 38.

Se John Lennon continuaria até hoje tão produtivo como foi em seus anos de vida, isso é um mistério. Mas a sua obra construída em duas décadas vale por mais do que vários artistas que precisam de cinco décadas para se tornarem tão relevantes.

A lista abaixo relembra um pouco de sua obra. Descanse em paz, Lennon.



















por Igor Miranda

#interessante

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online