Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Avicii
Encontrado morto, Avicii sofria com saúde graças a alcoolismo
Mc Biel
Biel é acusado de agredir esposa e pode ser deportado dos EUA
Mr Catra
Mr. Catra aparece 35 kg mais magro e fala sobre câncer
Avicii
DJ Avicii é encontrado morto aos 28 anos
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

75 anos sem Robert Johnson: a misteriosa história de um dos precursores do blues

8/16/2013 3:24:00 PM
(Foto: Divulgação)

O primeiro integrante do célebre "grupo dos 27", com músicos que morreram com esta idade, é o icônico Robert Johnson. O cantor e guitarrista, nascido em Hazlehurst, Mississippi, Estados Unidos, tem uma história enigmática.

Considerado por muitos um dos precursores do blues (mesmo não tendo sido de fato o inventor), é citado como influência por músicos do calibre de Led Zeppelin, Bob Dylan, The Rolling Stones, Eric Clapton e diversos outros, além de todo o estilo que teve a sua genialidade sentida diretamente.



Há divergências sobre a sua data de nascimento, mas a mais repercutida é a de 8 de maio de 1911. Vale ressaltar, aliás, que pouco de sua vida é conhecido atualmente, mesmo com todas as pesquisas sobre sua biografia. O admirador e conhecido cineasta Martin Scorsese chegou a comentar: "o legal sobre Robert Johnson é que ele só existiu em seus discos. Ele foi pura lenda".

Durante sua curta carreira, Johnson gravou 29 músicas que impuseram o padrão métrico do blues, principalmente pelo uso de doze compassos, além dos costumeiros tipos de acordes. Suas mudanças, aliás, tiveram notoriedade ainda maior no rock n´roll, criado anos depois.

Poderia ter produzido mais se tivesse mais recursos para a época, além da morte precoce. Johnson foi vítima de envenenamento em um whisky,
supostamente feito pelo dono do bar Tree Forks, cuja mulher estava sendo flertado pelo músico.



Robert ainda recebeu o aviso de Sonny Boy Williamson, que supostamente sabia e tentou avisá-lo. Mas de nada adiantou. O envenenamento foi devidamente superado, mas, enfraquecido, contraiu uma pneumonia na mesma época e faleceu três dias depois, em Greenwood, Mississippi, há exatos 75 anos.

O músico Son House, contemporâneo de Johnson, ainda inventou o célebre mito de que ele havia vendido a alma para o diabo em uma encruzilhada, em troca de habilidades com o violão e a guitarra. A lenda é citada no filme "Crossroads" e em um episódio da série "Supernatural", além de diversas outras referências na cultura popular.

Veja alguns músicos tocando músicas de Robert Johnson décadas após sua morte:

Cream: "Crossroads" (adaptação de "Cross Road Blues")



Red Hot Chili Peppers: "They´re Red Hot"



Led Zeppelin: "Travelling Riverside Blues"



Buddy Guy: "Sweet Home Chicago"



Rolling Stones: "Love In Vain"



Robert Johnson: "Me And The Devil Blues"

por Igor Miranda

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2018

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2018 Petaxxon Comunicação Online