Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Mr Catra
Mr. Catra revela luta contra câncer no estômago há 9 meses
Cifras
Karol Conka denuncia assédio em hotel no Rio: 'tive que dar na cara dele'
The Voice
Melanie Martinez volta a negar abuso sexual contra ex-amiga
Pearl Jam
Eddie Vedder fará shows solo em São Paulo em 2018
Ronaldo Bezerra
Ver Colunas de Ronaldo Bezerra

#artigo

Fatores Negativos na Equipe Musical

10/21/2010 9:35:48 AM
"... os meus zelosos adoradores... me trarão sacrifícios..." ? Sofonias 3:10.


Ao lermos o texto acima, podemos concluir que o adorador é zeloso com aquilo que o Senhor tem deixado em sua responsabilidade. A pessoa que zela por algo, o faz considerando ao extremo seu valor. No Salmo 69:9, Davi se deixa consumir pelo zelo das coisas do Senhor, a quem amava e servia: "Pois o zelo da tua casa me consumiu". O músico que é um verdadeiro adorador tem no Senhor a sua maior riqueza e por Ele zela com toda a sua força. Se os nossos ministérios de música estão passando por muitos problemas e dificuldades, é porque está faltando zelo com as coisas que o Senhor tem deixado em nossas mãos.

Infelizmente, não generalizando, muitos músicos têm demonstrado atitudes irresponsáveis, muitos deles não oram, não meditam na Palavra, criam contendas e divisões, são insubmissos, não participam dos cultos, são egoístas e rebeldes, enfim, demonstram falta de temor a Deus.

Através da sua Palavra, Deus oferece vários modelos para nossa vida. Assim, Ele tem nos dado um modelo para o ministério de música com o qual devemos estar plenamente identificados e comprometidos para que possamos ver os resultados espirituais que irão surgir do mesmo.

É com esse espírito que vemos a necessidade de estruturarmos o ministério de música. Devemos nos conscientizar de que Deus tem colocado uma riqueza em nossas mãos - A música! Este ministério, além de alegrar o coração de Deus, é um instrumento de edificação da igreja e um veículo de proclamação do Evangelho.

A seguir, iremos observar alguns fatores negativos que impendem o crescimento de um ministério de música. Deus tem uma visão para o ministério, portanto, se estivermos caminhando fora desta visão, vamos pedir perdão e nos arrepender, e então vamos nos unir na visão do Senhor, colocando toda nossa vida, talentos e ministérios a serviço do Senhor, para que em tudo Ele seja glorificado.

Quais são os fatores negativos numa equipe musical?

1- Falta de relacionamento e comunhão.

"Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" (Am 3:3). "O que vive isolado busca seu próprio desejo; insurge-se contra a verdadeira sabedoria" (Pv 18:1). "Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho nos purifica de todo o pecado" (I Jo 1:7).

É possível ser parte de uma família e não ter comunhão com ela? Não. Sendo assim, quem não cultiva comunhão não pode participar de nenhum ministério. Os discípulos de Cristo revolucionaram o mundo porque estiveram com Ele, aprenderem d?Ele e falavam a linguagem do Mestre.

2- Imaturidade.

"Lembrar-te-ás de todo o caminho pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos" (Dt 8:2). "Antes de ser afligido andava errado, mas agora guardo a tua palavra... Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus decretos" (Sl 119:67, 71).

Imaturidade é falta de crescimento espiritual. O que se pode esperar de um bebê é que ele cresça e se torne adulto. Para isso, ele precisará se alimentar regularmente todos os dias. Algumas vezes, o Senhor permite situações adversas para nos quebrantar e assim nos levar ao crescimento.

Devemos aprender que a Palavra é o nosso alimento e a graça o nosso fortificante. "Achadas as tuas palavras, logo as comi; elas me foram gozo e alegria ao coração, porque pelo teu nome sou chamado, ó Senhor, Deus dos Exércitos" (Jr 15:16). "Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus" (II Tm 2:1).

3- Insubmissão

"De modo que aquele que se opõe à autoridade, resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação" (Rm 13:2).

Ao formar a equipe musical procura-se dar oportunidade aqueles que dentro da congregação se destacam por sua habilidade musical. Alguns cuidados são tomados na escolha porém, não se pode adivinhar o que virá pela frente. Neste sentido, às vezes nos deparamos com pessoas incapazes de se submeterem à liderança. Quando estes, depois de muitas conversar irremediavelmente não se ajustam, devem ser convidados a se desligarem da equipe. "... Por causa disto é que vos tenho dito: ninguém poderá vir a mim, se pelo Pai não lhe for concedido. À vista disso, muitos dos seus discípulos o abandonaram e já não andavam com ele" (Jo 6:65-66).

4- Negligência à Palavra e oração.

"Porque, quem esteve no conselho do Senhor, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve atento à sua palavra, e ouviu?" (Jr 23:18).

A Palavra e a oração são a base de todo o serviço. O que se pode esperar de alguém que não medita e não ora? Que utilidade tem este tipo de pessoa? Com certeza, nenhuma! Os homens cuja vida e ministério glorificavam a Deus eram homens de meditação e oração.

O Senhor Jesus é o nosso maior exemplo. "E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome" (Lc 4:2). "E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus" (Lc 6:12). A. W. Tozer disse: "Nunca ouça um homem que não ouve a Deus".


5- Negligência à técnica musical.

"Regozijai-vos no Senhor, vós justos, pois aos retos convém o louvor. Louvai ao Senhor com harpa, cantai a ele com o saltério e um instrumento de dez cordas. Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo" (Sl 33:1-3). "E Davi, juntamente com os capitães do exército, separou para o ministério os filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedutum, para profetizarem com harpas, com címbalos, e com saltérios; e este foi o número de homens aptos para a obra do ministério..." (I Cr 25:1).

Ter capacitação espiritual e também musical significa ser e estar habilitado pelo Espírito para prestar um serviço digno a Deus e a sua Igreja. Muitos comprometem o andamento do ministério quando não desejam ter o compromisso com a excelência e acabam ficando expostos diante da congregação.

O objetivo é profetizar na medida em que os ministérios estão sendo instruídos e aperfeiçoados no canto do Senhor. O alvo é edificar, consolar, encorajar, curar, restaurar o povo.

Por fim, este serviço implica no compromisso de meditação, oração e jejum, bem como do estudo e ensaio musical, vocal e instrumental.

Deus abençoe!

por Ronaldo Bezerra

#interessante

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online