Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
O Rappa
Infarto? Marcelo Falcão passa mal e O Rappa cancela shows
Pink
Pink revela que fez as pazes com Christina Aguilera
Naiara Azevedo
Naiara Azevedo diz que não é feminista: 'homem é cabeça da casa'
Miley Cyrus
Miley Cyrus celebra fases da vida em novo clipe para 'Younger Now'
Carlos Aquino
Ver Colunas de Carlos Aquino

#artigo

Hip-Hop dos Mortos

8/3/2012 11:00:00 AM
Sam B
Logo na entrada de Dead Island somos apresentados a um prólogo do apocalipse zumbi, enquanto um hóspede jamais identificado do hotel transita bêbado por uma festa. Como figurantes de sua história, os verdadeiros protagonistas do jogo passam em diversas situações, enquanto o começo do caos se instala. Ao fundo, o rapper Sam B canta no palco sua única música de sucesso, que continua tocando enquanto a cena passa. "Who Do You Voodoo Bitch" já se instala na cabeça do jogador e seus primeiros acordes serão ouvidos sempre que o jogo começar, não importando o quão rápido você tente pular a sequência de abertura.


Mas quem é Sam B? Quem compôs e cantou essa música macabra sobre maldições e mortos-vivos?

Sam B na verdade são duas pessoas.

Phil LaMarr
Durante o jogo, ele é dublado por Phil LaMarr, veterano que já emprestou sua voz para dezenas de projetos, incluindo desenhos animados e jogos. LaMarr é o Lanterna Verde do desenho da Liga da Justiça, o próprio Samurai Jack e o protagonista de Static Shock. No mundo dos jogos, ele já foi Chris Jacobs, da franquia Mercenaries; o vilão Vamp em Metal Gear Solid 2 e 4; John White, na série Infamous; entre tantos outros.

Mas, e na hora de soltar o gogó?

Quem canta mesmo é Josef Lord, ou J7, um rapper magrelo da ensolarada Califórnia e que nunca tinha gravado um horrorcore antes. Através de contatos na televisão, ele acabou sendo indicado para trabalhar com a Deep Silver e gravar a música que se tornaria o tema de Sam B e do próprio jogo.

Josef Lord - J7

Em entrevista para o Gamertagradio, ele revelou que não foi fácil escrever uma música sobre zumbis. J7 segue mais a linha dos MCs que gostam de agitar o baile e paquerar as meninas. Para ser sincero, seus trabalhos anteriores incluíam participações nas trilhas sonoras do filme dos Power Rangers e na comédia Acho Que Amo Minha Mulher... Para chegar ao ponto certo, ele precisou entrar no personagem e tentar entender tanto o jogo quanto o ficcional rapper da soturna Lousiana. Ele escutou algumas falas de LaMarr, conversou com os produtores do jogo, trocou ideias com o pessoal que estava escrevendo a história. A cada nova versão da música, os produtores pediam que ficasse mais e mais sombria. O resultado é uma canção que fala de exércitos de zumbis, beber sangue, sacerdotes do vodu e ossos quebrados. Perfeito para a atmosfera do jogo.

Pelo visto, J7 gostou da experiência, porque no Halloween de 2011 ele gravou e lançou em seu site a faixa "Walking Dead", a música "perdida" de Sam B. Ele também deixou as portas abertas para trabalhar na sequência de Dead Island. E mais: se pudesse, J7 gostaria de compor para Saint's Row, GTA, Call of Duty, NBA 2K, Madden... Pelo visto, ele está interessado em seguir o caminho de outros astros do hip-hop no mundo dos jogos.

A alternativa de J7 seria imitar a arte e seguir a sina de Sam B. Não lutando contra uma ilha infestada de mortos-vivos, mas amargando a fama de ser o dono de um único sucesso se apresentando em clubinhos afastados.

por Carlos Aquino

#interessante

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online