Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Ariana Grande
Ariana Grande rebate fã sobre término com Mac Miller: 'não sou babá'
Caetano Veloso
Caetano Veloso fala de João Gilberto e conta em quem votará para presidente
Will Smith
Will Smith cantará música oficial da Copa durante encerramento na Rússia
Cifras
Wanderléa cancela shows por causa da greve dos caminhoneiros
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

Led Zeppelin: 45 anos do primeiro álbum

1/12/2014 5:54:47 PM
(Foto: Reprodução)


Led Zeppelin: "Led Zeppelin"
Lançado em 12 de janeiro de 1969


A história inicial do Led Zeppelin é curiosa. A ideia inicial da banda é do guitarrista - e de certa forma líder - Jimmy Page, que, poucos meses após entrar para o The Yardbirds, viu o grupo em questão ficar de saco cheio da vida de músico, que envolve dedicação a viagens e tempo em estúdio. Ele queria formar um supergrupo, com o próprio e Jeff Beck nas guitarras e dois integrantes do The Who, John Entwistle e Keith Moon, respectivamente no baixo, com possivelmente Steve Winwood ou Steve Marriott (Small Faces, posteriormente Humble Pie) nos vocais. Não deu certo.

O fim do The Yardbirds se deu em 1968 e alguns integrantes queriam continuar fazendo shows. Então, foi formado o The New Yardbirds, com autorização dos outros músicos, para que Page e o baixista Chris Dreja permanecessem em turnê. Robert Plant foi convidado para o vocal e John Bonham, que tocava com Plant na Band Of Joy, veio junto. Dreja não permaneceu por muito tempo, pois abandonou a música para se tornar fotógrafo, e John Paul Jones foi efetivado.



O debut do Led Zeppelin foi gravado em menos de um mês. Foram necessárias apenas 36 horas em estúdio, durante algumas semanas, para registrá-lo, de acordo com Jimmy Page. Isso não é reflexo apenas do fato da pré-produção ter sido bem feita: os músicos eram diferenciados e talentosos.

Já no início de 1969 - há exatos 45 anos, para ser mais preciso -, o álbum estava nas lojas. Autointitulado, o trabalho colaborou de forma significante para mudar o caminho da história do rock como um todo. Seja em mistura de gêneros, formas de tocar os instrumentos, técnicas de canto, estilos de composição e operações de gravação. O Zeppelin, que inicialmente estava conformado a ser o "New Yardbirds", voou muito mais alto.



O álbum experimenta novos estilos de produção. Page, verdadeiro comandante do grupo e grande entendedor quando o assunto é engenharia de som, utilizou ambientes naturais para o reverb e a textura crescerem. Além de utilizar microfones para gravar o som dos amplificadores e tambores, eram utilizados microfones adicionais a uma distância razoável para pegar, então, o equilíbrio de ambos.

Nos instrumentos e nos vocais, era nítido o talento dos quatro. John Paul Jones é um multi-instrumentista que esbanjava talento em tudo que tocava, especialmente baixo e teclados, que foram utilizados nesse registro. Jimmy Page nunca foi um guitarrista técnico, mas era genial e preciso no que fazia - além de comandar criativamente a banda. John Bonham colocou algo que faltava na bateria da maioria das bandas de rock: força. É um baterista com muita garra, além da técnica exigida. E Robert Plant gerou até mesmo burburinhos na época: seria ele, na verdade, "ela"? Muito se especulou sobre a sua sexualidade à época, pois nenhum homem cantava tão agudo quanto ele na música popular.



O estilo de composição e a mistura de gêneros é outro atrativo neste disco. O quarteto oscila facilmente entre o classic rock, o hard rock, o folk, o blues e momentos de R&B. Musicalmente falando, o álbum resume perfeitamente a mensagem de "vamos mudar o mundo" que o Zeppelin queria transmitir. Entre os destaques, estão as pauladas "Good Times Bad Times" e "Communication Breakdown", a multiclimática "Dazed And Confused" e o épico blues rock "How Many More Times". Mas vale a pena ouvir todo o disco, principalmente na ótima sequência de faixas colocada.

O Zeppelin faria o que poucas bandas conseguiram em discos futuros: evoluir ainda mais. O quarteto atingiu patamares estratosféricos e colocou novos meios de se fazer rock. Goste ou não, seja por qual motivo for, o Led Zeppelin é fundamental para quem gosta do estilo.



Robert Plant (voz, gaita)
Jimmy Page (guitarra, violão, backing vocals)
John Paul Jones (baixo, teclado, órgão)
John Bonham (bateria)

Músico adicional:
Viram Jasani (tabla em 6)

1. Good Times Bad Times
2. Babe I´m Gonna Leave You
3. You Shook Me
4. Dazed and Confused
5. Your Time Is Gonna Come
6. Black Mountain Side
7. Communication Breakdown
8. I Can´t Quit You Baby
9. How Many More Times

por Igor Miranda

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2018

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2018 Petaxxon Comunicação Online