Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Anitta
Anitta aluga mansão em Salvador para passar o carnaval entre amigos
Gusttavo Lima
Gusttavo Lima adesiva jatinho de R$ 10 milhões com letra de sua nova música
Dua Lipa
Sexta-feira de novidades: Dua Lipa e Taylor Swift lançam clipes, Camila Cabello divulga álbum
Drake
Drake compartilha segredo inusitado de beleza com seus seguidores
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

Metallica: 25 anos de "...And Justice For All"

8/25/2013 7:18:51 PM



De uma banda com projeção para ser uma das maiores do mundo (já era uma das maiores do metal), para um trio sem objetivos ou perspectivas. Esse foi o Metallica no final de 1986, após a trágica morte do baixista Cliff Burton.

Mas a decisão de manter a banda foi correta. Jason Newsted ocupou a vaga e começaram os trabalhos para o primeiro disco sem Burton. "...And Justice For All" foi lançado há exatos 25 anos e é o começo de uma nova era para o Metallica.

Alguns padrões foram deixados de lado neste álbum. As composições rápidas e furiosas deram lugar a canções mais longas, elaboradas e cadenciadas. Esse caminho já estava sendo marcado no álbum anterior, "Master Of Puppets", mas se consolidou nesse instante.



A produção deu ares mais sofisticados ao instrumental da banda. E isso gerou um ponto muito controverso no disco, que é o som do baixo, que ficou pouco audível. Um contraponto notável, pois Cliff Burton deixava o instrumento no talo.

Mas vale observar que nem tudo é novo aqui. Nem tudo é cadenciado em "...And Justice For All", por exemplo. E o peso nunca foi deixado de lado, apesar da contestação de alguns fãs em relação à sofisticação deste álbum.



O Metallica nunca mais voltaria a fazer algo tão complexo. Tanto é que o álbum sucessor, autointitulado, conhecido como "Black Album", adentrou caminhos mais comerciais. Desde então, a banda flerou com hard rock, heavy metal clássico e até voltou às origens do thrash metal, mas nunca ao som levemente progressivo de "...And Justice For All".

No entanto, é um trabalho de audição recomendada. Não é o primeiro que deve ser ouvido do Metallica, mas tem grande valor.



James Hetfield (vocal, guitarra)
Kirk Hammett (guitarra)
Jason Newsted (baixo)
Lars Ulrich (bateria)

01. Blackened
02. ...And Justice for All
03. Eye of the Beholder
04. One
05. The Shortest Straw
06. Harvester of Sorrow
07. The Frayed Ends of Sanity
08. To Live Is to Die
09. Dyers Eve

por Igor Miranda

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2018

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2018 Petaxxon Comunicação Online