Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Anitta
Anitta canta com Nick Jonas em tributo a Alejandro Sanz
Cifras
Morre aos 21 anos o 'emo rapper' Lil Peep
Caetano Veloso
Justiça ordena retirada de posts com hashtag #CaetanoPedofilo da web
Latino
Latino relembra seus crimes nos EUA e diz que Kelly Key é ingrata
Igor Miranda
Ver Colunas de Igor Miranda

#artigo

Para fugir do carnaval: melhores CDs e músicas de rock e metal já lançados em 2014

2/28/2014 4:10:43 PM
O ano mal começou e já temos bons discos de rock e metal. Apesar dos primeiros meses não serem tradicionais em apresentarem os principais lançamentos - o marketing sugere que os trabalhos cheguem às lojas no meio do ano -, muita coisa legal está saindo. Especialmente de nomes não muito consagrados pela mídia. Confira nossas sugestões para que você fuja do carnaval com sonzeira que saiu há pouco do forno.


Bruce Springsteen - "High Hopes": o mais antigo daqui, foi lançado no início do ano. É um disco de sobras e covers, basicamente, mas Springsteen foi muito inteligente ao aproveitar o talento de Tom Morello em grande parte das faixas do disco. O guitarrista do Rage Against The Machine deu uma roupagem interessante às canções - e era isso que se esperava dele. A banda toda não fica atrás, bem como Springsteen, que manteve o nível dos outros bons álbuns recentes. Só fica maçante nos momentos de músicas mais lentas, mas dá para levar.



Devil´s Heaven - "Heaven On Earth": tão desconhecidos que custei a achar informações. A banda sueca está lançando seu segundo disco de estúdio (o primeiro é de 1999) com um misto entre hard rock e metal melódico. Não é hard rock melódico, como vários grupos da Suécia pratica. É, de fato, um misto entre power metal e hard rock. Algo curioso, raro e atrativo, ao meu ver. Timbragens old school, bons voacis e instrumental tipicamente técnico, mas sem as famosas masturbações e exibições hedonistas de shredding. Vale a pena conferir.



Drive-By Truckers - "English Oceans": o clássico está de volta. Ou já está há muito tempo. Ao menos é a proposta do Drive-By Truckers, que mistura classic rock com country, apesar de uma pontinha de algo contemporâneo. O 12° disco de estúdio dos caras, "English Oceans", é ótimo. A influência da música sulista dos Estados Unidos é nítida. Não é para menos: o grupo é oriundo da pequena cidade de Athens, no estado da Geórgia, sul dos EUA. Tradição em boa música. Guitarras bem tocadas e harmonias vocais trabalhadíssimas são os destaques do som dos caras.



Gunner - "Keep Fighting": hard rock diretamente dos anos 1980 para a década de 2010. O Gunner está mais próximo do que podemos imaginar - a banda é da Argentina. Na ativa desde 2002, o grupo chega a seu segundo álbum full-length com "Keep Fighting". A influência melódica do AOR é aparente no trabalho dos caras, que beberam na fonte de bandas como Journey e Bon Jovi (nos dois primeiros discos).



Iced Earth - "Plagues Of Babylon": com exceção do período com Tim "Ripper" Owens, o Iced Earth nunca deixou a peteca cair ao meu ver. Não foi agora, em "Plagues Of Babylon", que a banda comprometeu. Jon Schaffer e sua trupe fizeram um ótimo trabalho, seguindo o protocolo esperado pelos fãs com um metal oscilante, que tem momentos alternados de peso visceral e melodias afáveis. Stu Block continua o legado de Matt Barlow, apesar de não ser tão incrível como o anterior.



Motorjesus - "Electric Revelation": stoner hard rock. Nenhuma nomenclatura define melhor o Motorjesus. Os alemães praticam um híbrido entre o stoner rock, influenciado por nomes como Black Sabbath, Queens Of The Stone Age e Kyuss, e o hard rock grudento, porém pesado de grupos como Mötley Crüe e Nickelback - apesar deste nem sempre ser tão heavy. O melhor de tudo é que, mesmo com as boas influências do passado, o grupo soa fresco, novo, jovem. E o disco mais recente, "Electric Revelation", acabou de sair.



Mustasch - "Thank You For The Demon": nome pouco conhecido pelos menos atentos, o Mustasch chega a seu sétimo disco com muita classe. Mais maduros, os músicos do quarteto permanecem apostando em um hard rock elaborado, pesado e com influência de nomes dos anos 1970, como Thin Lizzy e Black Sabbath. Assim como o Motorjesus, o Mustasch soa contemporâneo com "Thank You For The Demon".

por Igor Miranda

#interessante

#suaopinião

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online