Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Claudia Leitte
Produtor acusa Claudia Leitte de plagiar Karol Conká em 'Lacradora'
Harry Styles
Harry Styles, do One Direction, beija James Corden durante 'Carpool Karaoke'
Rouge
Rouge faz versão em vídeo de cena natalina de 'Meninas Malvadas'
Claudia Leitte
Claudia Leitte é alvo de piadas após bloquear quem criticou sua música
Últimas Notícias
RSSTwitterRevista Cifras no Youtube
Zezé Di Camargo

Depois de cantar 'É o amor', Maradona envia mensagem para Zezé di Camargo

Há cerca de 1 mês, craque argentino postou Stories no Instagram onde aparecia cantando sucessos sertanejos

Mr Catra

Mr. Catra revela luta contra câncer no estômago há 9 meses

'Não posso deixar meus filhos órfãos, né?', afirmou o funkeiro

Cifras

Karol Conka denuncia assédio em hotel no Rio: 'tive que dar na cara dele'

'Se não fosse eu chegar e causar auê, os seguranças continuariam assistindo e não iam fazer nada', disse a cantora

The Voice

Melanie Martinez volta a negar abuso sexual contra ex-amiga

Cantora também disse, via rede social, ser vítima de abuso de confiança

Pearl Jam

Eddie Vedder fará shows solo em São Paulo em 2018

Apresentações acontecem nos dias 28 e 29 de março, no Citibank Hall

Mais Notícias
Entrevistas Artigos

#notícia

Estudo indica queda progressiva na qualidade da música brasileira

7/18/2017 4:41:22 PM
A música brasileira está cada vez mais simplória. Essa constatação, tão comum entre as pessoas, ganhou um grande reforço científico recentemente. Um estudo, desenvolvido pelo analista Leonardo Sales, dissecou toda a produção musical do país desde a década de 1960 até os dias de hoje e confirmou o que já se sabia: o conteúdo das canções lançadas em terras tupiniquins, seja em letra ou melodia, empobreceu.


Para o estudo, que pode ser acessado neste link (clique aqui), Leonardo Sales utilizou a base de dados dos sites Cifras e Letras e aplicou os conceitos de Análise de Dados em mais de 40 mil cifras e 100 mil letras de artistas brasileiros. "Como gosto muito de música e também sou aprendiz de violão, pensei em criar indicadores objetivos sobre a complexidade das composições, mas considerando tanto letras quanto acordes", disse Sales, em entrevista ao Revista Cifras.

Os resultados, apresentados no estudo 'Análise da música brasileira', foram divididos em dois grandes tópicos: letras, que abordam as composições cantadas, e acordes, que são o conjunto harmônico de três ou mais notas musicais que formam a base melódica de uma música. Com a análise realizada, Leonardo Sales desenvolveu gráficos que mostram quais os artistas que têm obras mais ou menos complexas.

Considerações gerais



Os principais indicadores do estudo mostram que os artistas da MPB e da bossa nova, em geral, são os que mais apresentam complexidade em suas obras. Em tópicos mais específicos, o samba também se destaca por seu trabalho mais bem arranjado.

No top 10 dos artistas brasileiros de obra mais complexa - que alia os dados de todos os subtópicos -, Chico Buarque ocupa a primeira posição, seguido de Djavan e Ivan Lins, respectivamente. Representantes da MPB, como João Bosco, Caetano Veloso e Lenine, dominam o ranking, ao lado do soul de Ed Motta.

Para Leonardo Sales, trata-se de um "sinal dos tempos". "Isso reflete o perfil do artista das décadas de 1960 e 1970. Para entrar nesse mundo, era necessário ter mais conhecimento e técnica musical. Dava-se menos ênfase ao palco e mais às composições. Agora faça o seguinte exercício: suponha que Chico Buarque, aquele garoto franzino e tímido, tivesse nascido 50 anos depois. Hoje, ele teria alguma chance no mercado? Bem difícil, visto que, hoje, se valoriza presença de palco e performances no show e bem menos o disco e as composições", afirmou.

Do outro lado, entre os artistas de menor complexidade, há representantes do forró, do sertanejo e, em especial, da música brega. Na combinação entre letras e melodias, são os estilos menos trabalhados em termos de conhecimento musical. O cantor brega José Orlando lidera o ranking, seguido do grupo de arrocha Asas Livres e da dupla sertaneja Humberto e Ronaldo, respectivamente. Variantes do brega e do arrocha se dividem no restante da lista, como as bandas Passarela e Collo de Menina, além da notável presença do grupo pop Rouge na quarta posição. O resultado era esperado por Sales. "De fato, são ritmos que se preocupam menos com as composições", disse.

A pesquisa também mensura complexidade das composições por décadas. E, com exceção do período de auge da Jovem Guarda, o coeficiente nunca esteve tão baixo como nos dias de hoje. Em uma tentativa de provocar uma reflexão sobre o tema, Leonardo Sales citou três fatores para explicar o "empobrecimento progressivo" da música brasileira: consagração da Jovem Guarda, na década de 1960; popularização do rap/hip hop, na década de 1980 (que infere somente na parte melódica); e a guerra televisiva pela audiência, na década de 1990.

"Esses fatores que citei foram mais especulativos, para provocar uma reflexão, mas acredito mesmo que tenham contribuído. O problema que vemos hoje é que se produzem hits de momento e em volume muito maior. O grande mercado são os shows, já que a venda de discos não sustenta mais os artistas. E para os shows, os hits de momento são fundamentais, pois atraem público", ponderou Sales.

Melodia



A parte do estudo que foca nas melodias (por meio dos acordes) indica que os artistas de MPB, samba e bossa nova são os donos das canções mais elaboradas e complexas. Pixinguinha é, em percentual, quem mais utiliza acordes diferentes em suas músicas, enquanto Lenine é quem mais explora construções raras.

O rock, em especial das décadas de 1960 (Jovem Guarda) e 1980, ocupam posições mais baixas nesse quesito. Em um diagrama, Leonardo Sales chegou a colocar Legião Urbana e Capital Inicial na mesma classificação que Asa de Águia e Bruno e Marrone. "O rock pode ter melodias mais ricas que a MPB, considerando solos, riffs e etc, mas isso não foi captado pelos dados que coletei", pondera Sales.

O sertanejo, gênero mais popular do Brasil no momento, não ocupou posições de destaque nos rankings. Outra situação, que não é abordada nesse estudo, é que muitas músicas do chamado sertanejo universitário são construídas a partir da mesma progressão melódica - como a famosa progressão I-V-vi-IV, que constitui, a sequência C (Dó) - G (Sol) - Am (Lá menor) - F (Fá) na escala de C. Essa sequência muda de tom, mas está sempre lá - e transmite a sensação de que as canções são muito parecidas entre si. "Muita gente comentou sugerindo analisar as progressões, independentemente da tonalidade. Acho que é bem interessante quantificar isso e enriqueceria bastante a análise. Considero possível avançar nisso num futuro próximo", afirmou Leonardo Sales.

Letras



Com relação às letras, três estilos voltam a se destacar: MPB, bossa nova e samba, pelo alto percentual de palavras únicas - sem repetições. Outro estilo que entra forte nesse quesito é o rap/hip hop, que trata a letra como o carro-chefe.

Em um ranking que cruza a quantidade de músicas com o percentual de palavras únicas, a cantora Maria Bethânia se destacou na primeira posição. Em seguida, há nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Martinho da Vila e Gal Costa, entre outros. Com base apenas na quantidade de palavras distintas, artistas de rap como Facção Central e Apocalipse 16 dividem os holofotes com Chico Buarque, Veloso e Bethânia.

"Esses gêneros, de fato, oferecem uma qualidade lírica muito boa. O rap é muito cru e próximo da realidade onde nasce. A MPB e o rock, em minha opinião, são os gêneros mais criativos em temas abordados. Infelizmente, os ritmos mais populares hoje em dia repetem lugares comuns, como cerveja, balada, pegação, etc", pontuou Leonardo Sales.

Com relação às temáticas, percebe-se que os assuntos abordados nas letras não costumam variar tanto: são, geralmente, sobre relacionamentos - sejam os apaixonados, os "abandonados", os tristes, entre outros eixos possíveis. "Observe as músicas em qualquer época e veja que a maior parte não sai do tema dos relacionamentos, sejam os bem ou mal sucedidos. Até o funk pega por esse lado, porém, olhando o lado sexual. Acredito que a criatividade de um compositor possa ser medida pela sua capacidade de tratar de outros temas. Não que falar de relacionamentos seja necessariamente ruim, mas não sair disso em toda obra indica uma certa limitação criativa", afirmou Sales.

#interessante

#suaopinião


ei nerd  


logo letras Veja a lista de letras das músicas de: logo letrasAprenda a tocar as músicas de
Letras de músicas: Aprenda a tocar:
Letras de Apocalipse 16 Cifras de Apocalipse 16
Letras de Apocalipse 16 Cifras de Apocalipse 16
Letras de Asa de Águia Cifras de Asa de Águia
Letras de Asa de Águia Cifras de Asa de Águia
Letras de Asas Livres Cifras de Asas Livres
Letras de Asas Livres Cifras de Asas Livres

#tags

Rouge

Claudia Leitte

Maiara e Maraísa

Mr. Catra

Melanie Martinez

Música

The Voice

Beyoncé

Anitta

Pabllo Vittar

Queens Of The Stone Age

Naldo Benny

Maiara e Maraisa

Maiara & Maraisa

Roger Waters

Pink Floyd

Taylor Swift

Kesha

Ed Sheeran

Selena Gomez

Ludmilla

Justin Bieber

Jay-Z

Luis Fonsi

Daddy Yankee

Bruno Mars

Lady Gaga

J Balvin

João Gilberto

MPB

Paris Hilton

Simone e Simaria

Simaria

Nick Carter

Backstreet Boys

Caetano Veloso

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online