Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Latino
Latino dá 'parabéns' a seu macaco no dia do aniversário da filha
Green Day
Green Day testa fórmula da juventude em 4 shows no Brasil
Joelma
Maquiador produz Joelma antes do namorado dela acordar, diz jornal
Selena Gomez
Namoro de Selena Gomez e The Weeknd chega ao fim

#notícia

Green Day testa fórmula da juventude em 4 shows no Brasil

11/1/2017 9:54:26 AM
Green Day testa fórmula da juventude em 4 shows no BrasilNão parece, mas o Green Day já tem 31 anos de carreira (Rep./Instagram)
"Ai, eu não gosto nem de pensar muito sobre isso, não", brinca Mike Dirnt, o baixista do Green Day, ao telefone. O fato é que o Green Day completou, em 2017, 31 anos de existência, idade suficiente para, caso fosse uma pessoa, como eu e você, já ter emprego, apartamento alugado, alguns relacionamentos colecionados e a preocupação de pagar boletos que chegam pelos Correios aos montes.


Mike Dirnt, Billie Joe Armstrong (voz e guitarra) e Tré Cool (bateria) parecem ter encontrado uma fonte da juventude e preferiram não dividir a milagrosa fórmula com o mundo. Com o bem-sucedido disco 'Revolution Radio', lançado no ano passado, eles voltaram à simplicidade do punk pop com o qual se destacaram em meados dos anos 1990.



A banda tem circulado o mundo com o disco que chegou ao topo das paradas dos EUA. Até o momento, foram 103 apresentações somente em 2017. Com a adição das quatro e últimas datas, no Brasil, o Green Day transformará este no quinto ano mais ativo da banda desde o início da carreira.

É Dirnt quem liga para o celular da reportagem, após a conexão realizada pela gravadora Warner Music falhar por duas vezes. Estava preso no trânsito do Rio de Janeiro, a caminho da Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca, para a passagem de som. O show será nesta quarta-feira, 1°. Depois do Rio, o grupo segue para São Paulo (Arena Anhembi, na sexta-feira, 3), Curitiba (Pedreira Paulo Leminski, no domingo, 5) e Porto Alegre (Anfiteatro Beira-Rio, na terça, 7).

"A parte boa de ter lançado um grande disco, como esse, é que isso nos permite viajar o mundo. É o que nos faz querer continuar criando novas canções e poder tocar na frente das pessoas. Já faz um tempo que não nos encontramos com os fãs brasileiros, então será divertido mostrar essas músicas. Depois disso, partimos para casa", disse.

A última passagem da banda pelo Brasil ocorreu em 2010, quando o disco a ser trabalhado era 21st 'Century Breakdown' (2009), um álbum injustiçado pela sua época de lançamento - ele foi o sucessor do endiabrado 'American Idiot', o álbum com o qual o Green Day redefiniu o conceito de ópera rock para dentro da estética punk.

Período sombrio

O longo intervalo de oito anos também se conecta ao período mais sombrio da história da banda, quando, em 2012, Billie Joe teve um surto durante o festival norte-americano iHeartRadio, também transmitido ao vivo pela TV. Irritado ao descobrir que a apresentação do Green Day seria encurtada, quebrou sua guitarra, gritou alguns palavrões ao microfone e ergueu seu dedo médio para quem quisesse ver.

No dia seguinte, a banda emitiu um comunicado com um pedido de desculpas e o anúncio de que o vocalista e guitarrista da banda se internaria em uma clínica de reabilitação para tratar do vício em álcool e drogas prescritas. O incidente deu vida curta aos discos '¡Uno!', '¡Dos!' e '¡Tré!', todos daquele ano. Anos depois, Amstrong admitiu que a quantidade de lançamentos, três discos de uma só vez, era confusa e desnecessária - e ele tinha razão.

Presente

'Revolution Radio' é um disco que se encaixaria na discografia do Green Day antes de tudo ficar grande demais para o trio, em algum período entre a segunda metade dos anos 1990 até 2004, ano de 'American Idiot'. Direto, embora não tão inspirado. Conciso no tempo e nas temáticas, sem inventar narrativas complexas demais.

'Revolution Radio' é um disco sobre os tempos de hoje, sobre os Troubled Times, nome de uma das canções do disco que pode ser traduzida como "tempos conturbados". Para o Green Day, são tempos de líderes insanos e de alienação nas tantas redes sociais existentes.

"Entendo que esse disco é mais direto porque não pensamos só e exclusivamente neste trabalho, entende?", diz Dirnt. Enquanto Armstrong lutava contra a dependência química, o baixista acompanhava a mulher, Brittney Cade, em uma batalha intensa contra um câncer que se espalhava pela mama dela. "Era importante que tirássemos esse tempo", avalia. Com mais tempo de ver e viver o que existe ao redor, não coube a Amstrong bolar uma narrativa intrincada como fez na carreira. "Vivemos o que a vida tinha a oferecer. Isso nos inspirou."

'Forever young'

Dirnt e o Green Day tentam, mas é impossível escapar da ação do tempo - as questões de saúde que surgiram em 2012 foram os alertas. Todos têm mais de 40 anos, afinal. Isso não os impede de querer sentir a juventude, mesmo que anos distantes.

Uma nova coletânea, chamada 'God's Favorite Band', a ser lançada no dia 17 deste mês, brinca com a religião. No site da banda, o anúncio: "E no oitavo dia, Deus criou o Green Day". "Eu não me importo com o que vão dizer sobre isso", diz Dirnt. "A piada é muito boa". E ri, como garoto.

* Por Estadão Conteúdo

#interessante

#suaopinião


ei nerd  


logo letras Veja a lista de letras das músicas de: logo letrasAprenda a tocar as músicas de
Letras de músicas: Aprenda a tocar:
Letras de Green Day Cifras de Green Day
Letras de Green Day Cifras de Green Day

#tags

Joelma

Selena Gomez

Caetano Veloso

Sandy

Anitta

Rouge

Linkin Park

System Of A Down

DJ Alok

Taylor Swift

Música

Pearl Jam

Royal Blood

Madonna

Simone e Simaria

Luan Santana

Pabllo Vittar

Katy Perry

Ivete Sangalo

Marília Mendonça

XCalypso

Calypso

Ximbinha

Banda X

Michele Andrade

Ed Sheeran

The Killers

Paul McCartney

DJ Alesso

Maiara e Maraisa

Marilyn Manson

Fifth Harmony

MC Kevinho

The Voice Brasil

Aerosmith

Steven Tyler

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online