Revista Cifras - As notícias do mundo da música
Revista Cifras
Nando Reis
Nando Reis critica gabarito de prova da UFRJ que usou sua música
Roger Waters
Temer em vez de Trump nos shows? 'Talvez', diz Roger Waters
Prince
Vida do ídolo pop Prince deve virar documentário
Beyonce
Beyoncé ordena que cerveja em sua homenagem pare de ser produzida

#notícia

Retrospectiva 2009 (em vídeo)

1/13/2010 8:39:15 AM
Retrospectiva 2009 (em vídeo)








Parte 1:



Parte 2:



O ano de 2009 pode ser resumido em 5 palavras, PRESTIGIO, TRISTEZA, RETORNO, TALENTO e ESCÂNDALO

PRESTIGIO pois os maiores nomes da música internacional escolheram nossa terra como roteiro obrigatório para seus shows; TRISTEZA, pois vários astros da música nos deixaram, entre eles o maior nome pop de todos os tempos; RETORNO, pela volta de grandes nomes e bandas ao mundo da música; TALENTO, é o que mostra as inúmeras premiações de Beyoncé e a voz de Susan Boyle e ESCÂNDALO, Lady Gaga, Amy Winehouse e Britney Spears não me deixam mentir.

Janeiro

O mês de Janeiro foi uma previa do que estava para acontecer. Enquanto Bono Vox, Beyonce e Shakira se apresentavam na posse de Obama, logo no primeiro mês do ano, a lenda Elton John, levou mais de 30 mil pessoas ao Anhembi em SP. O show começou bem, ao som de James Blunt. Alanis Morriset, acompanhada de 20 músicos e uma estrutura de palco invejável também passou por aqui.

É, mas o mês de Janeiro não foi só alegria, tomamos um susto com a crise econômica mundial, que fez, por exemplo, Janet Jackson cancelar shows de sua turnê. Zeca Pagodinho também assustou os fãs com uma internação decorrente de uma pneumonia e Boy George foi condenado a 15 meses de prisão por ter aprisionado um garoto de programa em sua casa.

Ainda em Janeiro, Michael Jackson devolveu os direitos das músicas dos Beatles para McCartney; perdemos o cantor pop britânico Dave Dee, vítima de câncer e o Funk ganhou um projeto de lei para ser oficializado como "manifestação cultural popular".

Fevereiro

Um mês depois da posse, Obama entregou o prêmio Gershwin da Biblioteca do Congresso, em reconhecimento a obra de Stevie Wonder e no ritmo do carnaval, Ja Rule desembarcou no Rio de Janeiro para shows.

Por falar em rapper, o bafafá deste ano ficou com o menino mau Chris Brown, que espancou Rihanna e acabou preso, condenado a cinco anos de liberdade condicional e serviços comunitários. No ritmo do descontrole, Amy Winehouse sofreu um colapso e foi internada no Caribe. O mês ficou ainda mais triste com a perda do Vocalista do The Cramps, Lux Interior e de "Cachaíto" López baixista do Buena Vista Social Club.

Para salvar o mês trágico, só o glamour do Grammy 2009. E a parceria de Robert Plant e Alison Krauss, Raising Sand, foi a grande vencedora da premiação, com cinco Grammys, incluindo melhor disco. Outra vencedora foi Whitney Houston, que voltou aos palcos na noite de gala.

Março

No mês de março, fãs do Rei do Pop tiveram uma surpresa, Michael Jackson agendou shows até 2010 de sua nova turnê, "This is it". E enquanto "Você não vale nada, mas eu gosto de você" embalava as noites brasileiras, grandes nomes internacionais passavam pelo país, inclusive, foi o mês mais movimentado por aqui, Iron Maiden , Radiohead, Simple Plan, A-Ha, Backstreet Boys, Simply Red, Dead Fish, Julio Iglesias, Kraftwerk, foram alguns dos nomes que abrilhantaram o mês de março.

Internada em fevereiro, Amy Winehouse voltou ao noticiário, desta vez acusada de agredir uma fã. Por falar em surtos de loucura, Britney Spears não poderia ficar de fora, depois de perder a guarda dos filhos e o controle da sua grana para o pai, aparecer em um vídeo polêmico, cantando em playback bem desafinada, a bela finalmente, depois de cincos anos, estreou nova turnê.

As perdas também estiveram presentes no mês de março. O cantor country Ernie Ashworth, morreu aos 80 anos e a música francesa chorou a morte de Alain Bashung.

Abril

Abril foi o mês que a gripe suína apavorou o mundo. Vários famosos como Brian do Back Street Boys e Tom Meighan do Kasabian cancelaram apresentações devido à gripe A. Mas isso não impediu o encontro de uma orquestra sinfônica em Nova York, formada por 96 músicos, de 33 países, que foram selecionados através do YouTube.

E quando Rock Around the Clock, de Bill Haley, o Rock mais famoso do mundo, completava 55 anos de sua gravação, a pequenina Maisa resolveu atacar de cantora. E não é que até Ivete Sangalo participou do CD. O que fez aniversário também, foi a perda do ícone grunge Kurt Cobain e do cantor popular de soul e R&B, Marvin Gaye, que nos deixava há 25 anos.

As visitas ilustres continuavam no mês de abril, Kiss, Andrea Bocelli e B 52's estiveram por aqui.

Maio

Em maio o Grammy completou 50 anos, mas quem ganhou o presente foi o canadense Gonzales, que quebrou o recorde de solo de piano ao tocar durante 27 horas, 3 minutos e 44 segundos, entrando para o Guinness.

Ainda em maio, o jazz chorou a perda do pianista Duke Ellington e o baixista do Deftones, Chi Cheng, saiu do coma, que estava desde novembro.

Jon Secada gravou seu primeiro DVD no Rio, no mês em que McFly, Jonas Brothers, Demi Lovato e Oásis também estiveram no país fazendo shows.

Junho

Foi aí que o episódio mais impactante do ano aconteceu. Enquanto todos esperavam o retorno triunfal do Rei do Pop aos palcos e os fãs já esgotavam os ingressos para as apresentações, Michael Jackson nos deixou aos 50 anos, e seguindo o mesmo rumo de toda sua vida, causando uma enorme polêmica. Como teria morrido? Com quem ficariam os filhos? Com quem ficaria a fortuna? Nos meses decorrentes homenagens, depoimentos e acusações não faltaram, mas a real é que perdíamos o maior talento pop de todos os tempos. Na mesma época perderíamos também a "Rainha do blues", Koko Taylor, aos 80 anos.

Julho

Quem chorou em julho foi Madonna, por ver a estrutura de um de seus palcos na França despencar e matar duas pessoas, ferir oito e deixar 36 pessoas com ferimentos leves. No mês de julho também recebemos a noticia, não tão trágica, que a dupla Serginho e Lacraia chegava ao fim, após 10 anos de parceria.

E enquanto Susan Boyle tirava Obama do horário nobre nos EUA, mais de 13 mil mexicanos bateram recorde com a coreografia de "Thriller".

Em julho, também foi anunciada que a única fábrica de discos de vinil brasileira, a Polysom, voltaria a funcionar. E por falar em vinil, Kid Vinil comentou os 20 anos da morte do maior roqueiro brasileiro, Raul Seixas.

Agosto

Foi aí que descobrimos que Lady Gaga era hermafrodita, era, porque meses depois a doida desmentiu, alegando que a brincadeira já tinha passado dos limites. Brincadeira também foi "mexeu com a Xuxa, mexeu comigo", quando a Rainha dos Baixinhos se irritou no Twitter, e abandonou seus seguidores. A baianinha Ivete Sangalo chegou a impedir um furto em umas de suas micaretas, no mesmo mês e Steven Tyler caiu do palco e foi hospitalizado.

E enquanto Vanusa executava, literalmente, o Hino Nacional e todos perguntavam, "Alguém sabe o paradeiro de Belchior?", Amy voltou a cantar na Inglaterra, depois de quase 6 meses internada no Caribe e finalmente o badboy Chirs Brown foi condenado. Outro que teve problemas com a justiça foi o médico de Michael Jackson, que foi acusado de homicídio.

Certamente, este foi um dos meses mais impactante para a música em 2009. Perdemos Les Paul, o pioneiro da guitarra elétrica e Beyonce Knowles foi eleita a Mulher do Ano.

Setembro

Setembro podemos dizer que foi o mês das mudanças, a começar por Tati Quebra Barraco, que se converteu e comemorou seu aniversário com 30 pastores, um dos maiores bateristas e musico do mundo, Phil Collins, foi impedido de tocar bateria por problemas na coluna e Amy Winehouse que vinha se comportando dentro dos limites da loucura, surtou, teve um ataque de fúria e precisou ser retirada da boate onde tocava. Outro que também foi obrigado a mudar foi Chris Brown, que no mês de setembro foi flagrado catando lixo em rodovias, para "limpar sua barra".

Bom, quem certamente gostaria de mudar o passado é Kanye West, que no ápice da falta de bom senso, interrompeu Taylor Swift no VMA, para falar que ela não merecia o prêmio e, certamente, Biafra também daria uma olhadinha para trás, antes de ser nocauteado por um parapente.

Ainda em setembro a música "Google" estourou na web, o Black Eyed Peas movimentou 20 mil dançarinos em Chicago, Bee Gees e Legião Urbana voltaram aos palcos e perdemos Patrick Swayze, vítima de câncer.

Outubro

Outubro foi o mês da surpresa. Os headbangers do Metallica ajudaram a procurar uma fã desaparecida e quem passava pela Av. Pedroso de Moraes em São Paulo, se surpreendeu com um mendigo entregando 200 ingressos do show do AC/DC no semáforo. Outra surpresa foi a criativa Lady Gaga plagiando Claudia Leitte e Rihanna entrar no Twitter e conseguir 20 mil seguidores em minutos. Quem foi surpreendida também foi a cantora inglesa Leona Lewis, que foi agredida por um fã durante uma sessão de autógrafos, em Londres.

Surpresas tristes também abalaram o mundo da música, uma delas foi a perda de Stephen Gately, Integrante do Boyzone, que morreu em decorrência de líquido nos pulmões e também a perda da cantora de grande apelo popular da América Latina, Mercedes Sosa.

Ainda em outubro Ivete foi mamãe, Lulu Santos sofreu uma hemorragia estomacal e "Star girl", música de McFly tocou no espaço.

Novembro

Em novembro "Crazy in love", de Beyoncé, foi eleita a melhor canção da década e Voodoo Child de Jimi Hendrix, foi eleita a música com o melhor riff de guitarra de todos os tempos. Susan Boyle também bateu recorde vendendo na primeira semana após o lançamento de seu disco, mais de 410 mil cópias.

O American Music Awards 2009, também aconteceu em novembro e a grande vencedora do evento foi a cantora Taylor Swift, que levou cinco troféus e desbancou Michael Jackson. O espetáculo da noite ficou com Lady Gaga, que mais uma vez deixou o público boquiaberto quebrando garrafas e espelhos e tocando em um piano em chamas.

Boquiaberto também ficaram os fãs dos Raimundos com a notícia de que Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, iria assumir o vocal da banda de Brasília e com a atitude de Caetano Veloso, que chamou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de analfabeto.

Um episódio trágico também ficou marcado no mês, o vocalista do Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, caiu durante uma apresentação em Minas Gerais e sofreu traumatismo craniano.

Dezembro

Dezembro foi o mês que Lady Gaga realmente se destacou, primeiro se vestindo de rena em um evento em Londres, logo depois ao se apresentar para Rainha Elizabeth, a maluca, não tão exagerada, colocou uma roupa feita de plástico vermelho, ainda no mesmo mês ela posou nua para a capa de seu novo álbum, mas o destaque mesmo veio em forma de prêmio. Gaga superou Beyoncé, Taylor Swift e Britney Spears, sendo nomeada a "Mulher do Ano", pela MTV Americana.

E se Lady Gaga pode incorporar uma rena, Justin Timberlake pode, tranquilamente, incorporar Papai Noel, o cantor doou US$ 9 milhões para um hospital infantil. Ainda em clima natalino, o Rei Roberto Carlos foi obrigado a transferir a gravação de seu tradicional especial de natal, por problemas de saúde e Ivete Sangalo se tornou a rainha do Twitter, tendo seu blog eleito como o melhor do mundo.

Não tão natalino, Axl Rose agrediu um fotógrafo no aeroporto e o fenômeno Stefhany se inspirou em Michael Jackson para fazer essa obra prima... Por falar no Rei do Pop, o ano termina com Michael Jackson recebendo prêmio póstumo no Grammy pelo conjunto de suas obras e lamentando os 15 anos sem o mestre Tom Jobim.

#suaopinião


ei nerd  


#tags

Roger Waters

Pink Floyd

Beyoncé

Selena Gomez

Música

Pabllo Vittar

Anitta

Phil Collins

Rouge

Claudia Leitte

Maiara e Maraísa

Mr. Catra

Melanie Martinez

The Voice

Queens Of The Stone Age

Naldo Benny

Maiara e Maraisa

Maiara & Maraisa

Taylor Swift

Kesha

Ed Sheeran

Ludmilla

Justin Bieber

Jay-Z

Bruno Mars

Lady Gaga

J Balvin

Paris Hilton

Nick Carter

Backstreet Boys

Revista Cifras
Petaxxon Comunicação Online

© Copyright 2017

notícias | artigos | entrevistas | videos

©2017 Petaxxon Comunicação Online