10 músicos que tiraram a própria vida

No mundo da música e principalmente no rock n’ roll, existem inúmeros casos de mortes trágicas e prematuras. Para alguns músicos, o peso de toda fama e glamour acaba sendo demais para aguentar. Por conta disso, muitos deles desenvolvem um quadro de depressão, e se entregam as drogas e a bebida. Infelizmente alguns acabam morrendo de overdose ou decidem tirar a própria vida. Outros, carregam a ideia romântica de que morrer jovem preserva a integridade de sua obra.

Veja a lista que fizemos com alguns dos casos mais impactantes de suicídio no mundo da música.

Ian Curtis

Curtis tinha apenas 23 anos quando cometeu suicídio. O vocalista da banda Joy Division sofria de depressão, agravada por problemas no casamento e ataques de epilepsia. Em 1980, Curtis se enforcou na cozinha de sua casa com a corda de um varal, após assistir a seu filme favorito.

kurt Cobain

Os problemas com drogas e a depressão do vocalista do Nirvana se tornavam transparente em algumas músicas da banda. No dia 05 de Abril de 1994 Kurt Cobain se suicidou com um tiro na cabeça, deixando uma carta dirigida para seu amigo imaginário de infância, Boddah.

Nick Drake

O cantor e compositor britânico sofria de uma grave depressão. Ele se matou aos 26 anos em 1974, com uma alta dose de remédios. Antes de morrer ele escreveu: “Eu não sinto nenhuma emoção sobre nada. Eu não quero rir nem chorar. Estou dormente, morto por dentro.”

Veja também:
Escultura aparece com pichação do Kiss na Catedral de Santiago de Compostela

Torquato Neto

Um dos letristas mais conhecidos da tropicália. Neto se tornou atormentado pela depressão e o alcoolismo. Ele se matou com gás em 1972, aos 28 anos. Em outros cômodos da casa, dormiam sua mulher e seu filho de dois anos.

Paul Williams

Williams foi um dos membros do Temptations. Em 1971, com problemas de saúde, foi afastado do grupo. Dois anos depois, endividado e doente, Paul se matou aos 34 anos com um tiro na cabeça.

Wendy O Williams

A líder da banda punk, Plasmatics, ficou conhecida como a rainha do “Shock Rock”. Suas performances incluíam explosões e nudez no palco. Em 1998 , aos 48 anos, Wendy cometeu suicídio e deixou a seguinte nota: “Eu não acho que as pessoas devem tirar sua própria vida sem uma profunda reflexão por um considerável período de tempo. Entretanto, eu acredito piamente que todos tem o direito de fazer isso em uma sociedade livre. Para mim, o mundo não faz sentido, mas meus sentimentos a respeito do que eu estou fazendo tocam alto e limpo para o interior de um ouvido e um lugar onde eu não estou, há apenas a calma.”

Ingo Schwichtenberg

Ingo era desenhista e um dos fundadores da banda de metal Helloween. O abuso de drogas, depressão e esquizofrenia levaram o músico a se atirar nos trilhos de uma estação de metrô. Ele morreu com 29 anos.

Veja também:
Madonna chega aos 60 anos sobrevivendo às polêmicas e novas modas

Elliott Smith

O músico e compositor norte-americano morreu aos 34 anos em Los Angeles, Califórnia. Segundo sua namorada, os dois brigaram e ela se trancou no banheiro, logo depois ouviu os gritos de Smith. Seu corpo foi encontrado com duas facadas no peito. Embora tenha sido registrada como suicídio, sua morte ainda gera polêmica em relação a um possível homicídio.

Jason Thirsk

O baixista da banda Pennywise sofria com o alcoolismo e depressão. Em 1996, com apenas 28 anos ele se suicidou com uma arma de fogo.

Brad Delp

O vocalista da banda Boston, suicidou-se em 2007. O músico morreu sufocado depois de se fechar em um banheiro e se intoxicar com monóxido de carbono. Ele Tinha 55 anos.

Compartilhar