Bandas estranhas com clipes esquisitos. Parte II

Alguns são estranhamente mórbidos, outros são hilários, mas o que esses clipes têm em comum é que são todos sem noção.

Veja quais são!

Miley Cyrus – Wrecking Ball

Tudo bem vai, o nome da música é bola de demolição, então até faz sentido ter uma no vídeo. Mas daí montar nela pelada e ainda ficar lambendo marreta ultrapassa o limite da esquisitice.

Ylvis – The Fox

Mais esquisito que esse clipe, só a música, que é basicamente sobre o barulho que cada animal emite. A questão principal da sua letra é: “Qual o barulho que a raposa faz?” Não entendeu o sentido disso? Assista o clipe e continue da mesma forma.

Psy – Gangnam Styke

O festival nonsense de Psy, no clipe de Gangnam Style lhe rendeu o maior número de visualizações no Youtube em todos os tempos.

Slipknot – Left Behind

https://www.youtube.com/watch?v=xRx8lmKub_Y

A banda enlouquecida em uma floresta cercada de cabras enquanto um garotinho sanguinário viaja na sua própria mente doente, chega perto do bizarro.

Iron Maiden – Holy Smoke

No início você acha que é mais um clipe de uma banda de rock nos anos 90, mas conforme vai evoluindo parece mais o resultado de uma noite inteira tomando LSD ou chá de cogumelo.

Red Hot Chili Peppers – Give it Away

Homens brilhantes, coreografia insana e a certeza de que Give it Away é um dos clipes mais estranhos de todos os tempos.

Veja também:
Escultura aparece com pichação do Kiss na Catedral de Santiago de Compostela

Moby – Beaultiful

https://www.youtube.com/watch?v=Hv11q8Ss1V8

Apesar de ser até bonitinho, não deixa de ser estranho.

Pitty – Máscara

A cantora baiana não perdeu tempo e logo no primeiro vídeo mandou uma bizarrice atrás da outra.

Aerosmith – Pink

O rosto de Steven Tyler substituindo o de outras pessoas ultrapassa as barreiras da esquisitice e provavelmente vai te dar pesadelos a noite.

Eminem – Cleaning Out My Closet

Porque vamos combinar que fazer um clipe onde você cava uma cova para a própria mãe, está longe do normal.

Não deixe de conferir a Parte I

Compartilhar