Conhecer a Deus

Quantos “deuses” são adorados na igreja? Essa pergunta parece estranha no contexto cristão. Mas, muitas vezes, isso acontece quando adoramos o conceito que temos de Deus e não a Deus. Explico: a idéia que criamos a respeito dele em nossa cabeça é o “deus” que iremos adorar. Portanto, se temos uma idéia errada a respeito do Senhor, o “deus” que adoramos não será o Deus verdadeiro, mas apenas um conceito inexato que temos a respeito dele.

É possível adorar um “deus” que não tem nada a ver com o Deus verdadeiro. Pode ser uma fabricação da religião, da cultura, uma idéia pessoal, uma tradição familiar, mas que não corresponde ao Deus da Bíblia. Então qual é a verdade que precisamos saber? Que tipo de Deus devemos adorar? Qual é a imagem que temos gravada na nossa mente e coração a respeito de Deus?

Muitas pessoas têm dificuldade de lidar com Deus como Ele se revela nas Escrituras, por isso, precisamos ler a Bíblia entendendo que Jesus Cristo é o máximo da revelação que nós podemos ter a respeito de Deus. Para conhecermos a Deus, precisamos olhar para Jesus, pois fora de Cristo todas as idéias que temos de Deus podem ser falsas. Por isso, o livro de Hebreus 1.1-2, declara: “Havendo Deus, outrora, falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo”. Em Jesus habitou toda a plenitude da divindade.

Veja também:
Preta Gil conta que dormia na aula para ir a shows com seus pais

Para não criarmos um “deus” falso precisamos nos relacionar com Jesus. Sem Ele sempre teremos uma imagem distorcida a respeito de Deus. Filipe, que era um dos apóstolos, certa vez aproximou-se de Jesus e disse: “Senhor, nós queremos ver Deus o Pai, e isso vai nos bastar”. Mas Jesus respondeu: “Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” João 14.8-9.

Cremos em um Deus único e digno de toda adoração. E apenas uma crescente intimidade com Cristo, através principalmente das Escrituras, é que nos levará a conhecer verdadeiramente o Pai. Este é o convite do profeta: “Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor…” Oséias 6.3.

Deus abençoe!

Compartilhar

One Comment

  1. Roberto Cruz

    È muito bom saber que tem pessoas capacitadad a nos orientar das coisas do nosso Senhor e Cristo,continue a ensinar-mos e Deus lhe abençoará cada vez mais.