NE-YO no Brasil

Chega mais!

O Rio de Janeiro recebeu um dos maiores nomes da black music internacional, NE-YO. Estive com ele horas antes do show no hotel Intercontinental na orla de São Conrado, zona sul carioca.

Mesmo com toda correria de um artista em turnê internacional, NE-YO foi muito atencioso e simpático. Aproveitando a oportunidade de estar ali, lhe presentei com meu novo CD D’black Music. Gostaria de agradecer ao meu amigo Léo do grupo Parangolé que fez a ponte do encontro com esse grande artista.

A noite chegou e muita gente compareceu ao Rio Centro para prestigiar a esse grande show internacional. Engraçado como muitas vezes nos negamos a pagar R$10 no show de uma banda nova ou fora da mídia e pagamos, sem pena, R$70 pista ou R$140 na pista vip. Eu fui um desses que pagou e não me arrependo, mas isso me fez pensar em todas as vezes que pedimos o ingresso de graça pra ver o show de um amigo.

O espetáculo começou com uma introdução da banda formada por 2 teclados, bateria, guitarra, baixo (na maior parte do tempo um teclado moog) e um especialíssimo trio de metais que fez o diferencial nos arranjos. O ponto forte ficou para a versão de “So Sick” com arranjo de samba. Ênfase também para os bailarinos que passaram 90% do tempo interagindo com Ne-yo. Muita luz, dança, execução perfeita de voz e instrumentos, repertório de sucessos enfim um super show.

Veja também:
John Lennon decidiu o fim dos Beatles, diz Paul McCartney

É importante lembrar de como eram difíceis shows internacionais no Brasil, isso é o reflexo de que nosso país esta crescendo aos olhos do mundo . Assim, um dia, nossos artistas também serão assistidos com a mesma atenção lá fora.

Compartilhar

One Comment

  1. Viviane Rodrigues

    Poxa achei o maximo o NE-YO ter vindo ao brasil uma pena que eu não pudi ir mas da proxima é nois, parabens pela coluna…bjus