Foto: Reprodução/Instagram

O polêmico relacionamento de Caetano Veloso e Paula Lavigne

Ele tinha 40 anos, ela tinha 13. Essas eram as idades de Caetano Veloso e Paula Lavigne quando tiveram a primeira relação sexual. O episódio que gera debate, até hoje, não foi o único capítulo polêmico do relacionamento que virou casamento, passou por divórcio e superou os problemas para viver ainda uma reconciliação.

A história do relacionamento entre Caetano Veloso e Paula Lavigne teve revelação em revista masculina, processos judiciais e outros detalhes que provam uma afirmação que a produtora de cinema deu em entrevista ao site ‘Último Segundo’, em 2010: “Nada é fácil quando se está com Caetano”.

Revelação

Fotografados juntos pela primeira vez em 1986, Paula Lavigne e Caetano Veloso tinham, respectivamente, 17 e 44 anos. Eles tinham se conhecido quatro anos antes, nos bastidores de uma peça de teatro em que ela tinha atuado.

Anos depois, em 1998, Paula Lavigne deu uma entrevista bombástica – para a época e pelo conteúdo – à revista ‘Playboy’. Na conversa, ela revelou ter perdido a virgindade aos 13 com Caetano, na festa de aniversário pelos 40 anos dele.

Veja também:
Veja quais as lives com shows de música marcadas para os próximos dias

As informações vazaram antes que a edição daquele mês de agosto chegasse às bancas e provocaram escândalo. Perguntada sobre a veracidade das declarações, Paula Lavigne admitiu, à Folha, que era tudo verdade mesmo e ainda disse ter ficado irritada com o vazamento, que, segundo ela, teria tirado a história de contexto.

“Fica muito estranho destacar aquelas declarações de um contexto de 20 perguntas. Se você perguntar se eu falei, eu falei. É tudo verdade. Da forma como foi colocado, dormi produtora e acordei cafetina”, afirmou a produtora de cinema.

Na época, Paula Lavigne ainda disse que se arrependeu de ter contado a situação. “Eu me arrependi de falar. Não falo mais, em entrevistas, de minhas intimidades. Se eu pudesse, eu me processaria”, acrescentou.

Caetano Veloso acusado de pedofilia

Embora a revelação tenha acontecido há mais de 20 anos, as circunstâncias da perda da virgindade de Paula Lavigne ainda ronda o casal.

Em 21 de outubro de 2017, uma hashtag acusando Caetano Veloso de pedofilia entrou nos assuntos mais comentados do Twitter.

Ela foi disseminada pelo escritor Flavio Morgenstern, militante do Movimento Brasil Livre (MLB), que acabou condenado a indenizar o casal, que entrou na Justiça contra ele. Na época, a 9ª Câmara Cível do Rio de Janeiro determinou indenização no valor de R$ 120 mil.

A decisão ainda determinava que a rede social deveria retirar os posts, o que não foi cumprido no prazo e gerou multa de R$ 220 mil no caso.

Aborto de Paula Lavigne e brigas

Em outra de suas revelações, Paula Lavigne contou que fez um aborto aos 16 anos, durante o relacionamento com Caetano. À revista ‘Status’, ela disse, em 2016, que interrompeu a gravidez porque não queria se tornar mãe na adolescência. Os dois são pais de Zeca Veloso e Tom Veloso.

Na primeira fase do relacionamento, os artistas ficaram juntos entre 1986 a 2004. O fim do casamento foi conturbado e teve um episódio que é, no mínimo, curioso. Em maio de 2005, Paula Lavigne acelerou um carro de luxo blindado contra o portão do prédio de Caetano, no Arpoador, no Rio de Janeiro.

Em entrevista à ‘Marie Claire’, em 2016, Paula Lavigne afirmou que tomou a decisão violenta ao ser impedida de entrar e ter uma arma mostrada para ela por um segurança do local. “Claro que deveria ter saltado, ligado para a síndica, feito a fofa que não sou. Mas a gente vai aprendendo. Hoje não faria isso”, relatou.

Parceria e reconciliação entre Caetano Veloso e Paula Lavigne

Empresária de Caetano, Paula Lavigne administrou a carreira dele com mão de ferro e ajudou a criar o patrimônio musical e financeiro do artista. Em 2003, ela disse à ‘TPM’ que fez o patrimônio de Caetano multiplicar por dez.

Mesmo após o divórcio, eles continuaram sócios e Paula seguiu à frente dos projetos do músico pelos próximos 11 anos que passaram separados e mantiveram um relacionamento amigável.

Em fevereiro de 2016, os dois se reconciliaram. Na época, Paula contou ao jornalista Ancelmo Gois, do jornal ‘O Globo’, que os filhos estavam achando engraçado.

Compartilhar