Solos e riffs falantes: 10 grandes músicas instrumentais do rock e metal

Músicas instrumentais sempre foram motivo de polêmica no rock and roll. Enquanto uns amam, outros simplesmente detestam. Seja como for, essas músicas fazem parte da historia do rock e sempre irão gerar debate e presentear nossos ouvidos.

É fato que ao ouvir alguma música, é praticamente automático que o ritmo e a melodia causem os primeiros impactos. Em seguida, a letra começa a entrar na cabeça do ouvinte, que sai cantarolando. No caso do fã de rock and roll e heavy metal, o conteúdo lírico é motivo de orgulho – e alguns destes fãs se gabam por achar que as letras dos referidos estilos têm algo a mais para dizer do que composições de outros gêneros musicais.

Veja também:
Dia dos namorados headbanger: 20 baladas românticas do heavy metal

Ao conversar com fãs do estilo, você certamente ouvirá que o Iron Maiden aborda temas históricos, que Ozzy Osbourne fala de ocultismo com propriedade ou ainda sobre as letras enigmáticas de “Stairway To Heaven” (Led Zeppelin) e “Hotel California” (Eagles).

Porém, jamais devemos esquecer dos já citados ritmo e melodia, que por si só são suficientes para a criação de um sucesso. Prova disso é que existe um bom número de boas músicas instrumentais, que jamais precisaram de uma voz cantando para despertar sentimentos nos ouvintes e fazer sucesso. E esse é o tema da minha coluna de hoje!

Aperte o play, esqueça as letras de música e confira 10 grandes músicas instrumentais do universo do rock and roll e do metal.

Confira 10 grandes músicas instrumentais do rock e metal:

1) “YYZ” – Rush

Formada pelo baixista e vocalista Geddy Lee, pelo guitarrista Alex Lifeson e pelo baterista Neil Peart, a banda canadense de rock progressivo sempre foi reconhecida pelo talento e virtuosismo dos seus integrantes.

Lançado no ano de 1981, o álbum ‘Moving Pictures” é o maior sucesso comercial do Rush, muito por conta de “Tom Sawyer”, mais conhecida como a “música tema do MacGyver”. Porém, a faixa “YYZ” também merece destaque.

Repleta de mudanças de andamento, chegando até mesmo a ficar tensa em alguns instantes, apresenta uma verdadeira briga de gato e rato entre bateria, baixo e guitarra. É uma das músicas favoritas dos fãs, como pode ser visto no vídeo abaixo.

2) “Eruption” – Van Halen

Eddie Van Halen é um dos mais influentes guitarristas que surgiu no mundo do rock, graças ao seu talento e maneira inovadora de tocar.

Uma de suas maiores obras é “Eruption”, que tem um solo de guitarra extremamente técnico e de alta dificuldade. Através dessa música, Eddie popularizou a técnica do tapping (que dá uma velocidade muito maior à guitarra) e mostrou porque merece o rótulo de gênio.

Com razão, a música é considerada por muitos como um dos melhores solos de guitarra da historia da música.

3) “Durango 95” – Ramones

No primeiro instante, pode parecer estranho uma banda como o Ramones figurar nesta lista de músicas instrumentais. Porém, a curta faixa composta pelo guitarrista Johnny Ramone em 1984 virou a primeira música a ser tocada nos shows da banda, após um breve trecho da maravilhosa “The Good, The Bad and The Ugly”, escrita por Ennio Morricone.

Os primeiros acordes da música eram o prelúdio para verdadeiras celebrações, carregadas de energia e emoção. Até hoje traz ótimas lembranças para os fãs que sentem saudade da banda.

4) “Ytse Jam” – Dream Theater

Sob a forte e evidente influência do Rush surgiu o Dream Theater, a maior banda de prog metal do planeta.

De todas as músicas já escritas pelo grupo, talvez a intrincada “Ytse Jam” seja a que melhor demonstra a proposta musical do grupo: reunir peso, velocidade, melodia e níveis absurdos de técnica.

Curiosidade: o título da música nada mais é do que o primeiro nome da banda (Majesty) escrito ao contrário.

5) “Orion” – Metallica

Essa é, de longe, uma das mais bonitas e simbólicas músicas instrumentais já escritas por uma banda de rock/metal.

Veja também:
Metallica: a discografia comentada dos quatro cavaleiros

A sétima faixa do clássico álbum “Master Of Puppets” é um show do baixista Cliff Burton, que demonstra toda a sua habilidade. Infelizmente, Cliff nunca tocou “Orion” ao vivo, já que faleceu tragicamente poucos meses após o lançamento do álbum. A música, por sua vez, foi tocada em seu funeral, além de ter se tornado marca registrada do renomado e saudoso baixista.

6) “Kaiowas” – Sepultura

Lançado no ano de 1993, o álbum “Chaos A.D.” é o trabalho que mostrou ao mundo duas influências até então inéditas no som do Sepultura: música tribal e ritmos brasileiros.

A música “Kaiowas” apresenta esses ritmos com originalidade única e até então jamais vista no mundo do metal extremo.

7) “Moby Dick” – Led Zeppelin

Não há dúvidas de que John Bonham está entre os maiores bateristas da historia, por conta de sua maneira agressiva e potente de tocar.

O talento e versatilidade de Bonzo (apelido do finado baterista) podem ser presenciados na sua performance em “Moby Dick”, que ao vivo ficava maior ainda.

8) “Supertzar” – Black Sabbath

Essa não é 100% instrumental, já que conta com um coral lírico ao fundo. Porém, como não tem letra, entra na lista.

Apesar de não ser uma das músicas mais conhecidas do Black Sabbath, é uma mistura de tudo o que a banda tem de melhor.

Épica, obscura, pesada e enigmática, chegou a ser o tema de abertura de shows dos pais do heavy metal.

9) “Woodpecker From Mars” – Faith No More

A faixa instrumental do estupendo “The Real Thing” mostra toda a versatilidade dos músicos do Faith No More, que é uma das bandas mais criativas e intensas do rock and roll.

Uma música insana escrita por uma banda insana.

10) “For The Love Of God” – Steve Vai

Simplesmente uma das obras mais bonitas escritas por um músico, “For The Love Of God” conseguiu fazer com que a música instrumental chegasse no grande público.

Coisa que só um monstro do tamanho de Steve Vai poderia fazer. E ele fez.

Qual a sua opinião sobre músicas instrumentais? Opine nos comentários!

Um abraço, e até semana que vem, com muita música de qualidade!

*O texto não reflete, necessariamente, a opinião do Revista Cifras.

#COMENTE

Listas, resenhas, curiosidades e notícias do mundo da música, entretenimento e esportes.