AC/DC “neofascista” e Black Sabbath “violento”: veja lista de artistas banidos da Rússia

O Dangerous Minds divulgou recentemente uma lista de artistas que supostamente estariam banidos da Rússia durante a época da União Soviética, ou seja, até o final da década de 1980.

As acusações são distintas. Bandas de rock e metal como Black Sabbath, Alice Cooper, Scorpions e Sex Pistols seriam acusadas de promover atos violentos. O próprio Village People também era restrito aos russos por isso.

Outras atribuições são curiosas. Judas Priest é acusado de anticomunismo, AC/DC de neofascismo, Tina Turner de abordar assuntos sexuais, Pink Floyd por interferir na política da URSS com o Afeganistão, Van Halen por propaganda anti-soviética e Ramones simplesmente por ser punk.

A lista é contestável por estar em inglês ao invés de russo. Apesar de ter sido divulgada pelo Dangerous Minds, não é possível afirmar de onde ela surgiu. No entanto, por estar circulando muito na internet, vale o registro.

Veja a lista completa (em inglês):

(Foto: Reprodução)

Por Igor Miranda

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.