Adele faz ensaio fotográfico para revista Vogue e fala sobre a carreira

Veja todas as fotos ao fim da publicação (Vogue/divulgação)

Veja todas as fotos ao fim da publicação (Vogue/divulgação)

Adele voltou a posar para a Vogue, revista da qual será capa em sua próxima edição. O ensaio foi feito pela consagrada fotógrafa Annie Leibovitz.

A publicação ainda realizou uma entrevista com Adele, que falou sobre todos os pontos de sua carreira – desde o início, passando pelo sucesso estrondoso do qual desfruta atualmente com o seu novo álbum, “25” – e assuntos relacionados à sua família. Confira abaixo as respostas da cantora, divididas por tópicos, e o ensaio fotográfico:

– Sobre estar vinculada ao modesto selo XL Records desde 2007, mesmo após a estrondosa fama: “Uma das coisas que mais me divertem na minha carreira é que o meu time principal é o mesmo, então todos tivemos essa experiência juntos, o que faz tudo muito especial. Pode ser muito solitário ficar cada vez maior – mas não é quando tenho todos em volta de mim.”

– Sobre Simon Konecki, seu atual namorado: “Quando o conheci, sabia que alguma coisa estava por acontecer.”

– Sobre sua relação com a revista Vogue: “Meu filho, Angelo, foi concebido no dia que a última revista Vogue da qual fui capa foi lançada.”

– Sobre quando se deu conta de que tinha 25 anos (hoje, ela tem 27): “Fiquei chocada com o quão repentino foi! Mas na verdade gosto de mim mais do que nunca. Sinto-me tão confortável em minha própria pele. Realmente gosto de como aparento, gosto do que sou, gosto de todas as pessoas que me cercam.”

Veja também:
Claudinho e Buchecha: história da dupla vai se tornar filme

– Sobre o filho Angelo, atualmente com três anos de idade: “Ele me faz orgulhosa de mim mesma. Quando me tornei mãe, senti que estava realmente vivendo. Tinha um propósito, algo que não tinha antes.”

– Sobre o hiato de alguns anos até lançar “25”: “O principal para mim é mamãe, então eu, e depois o trabalho. Acho que tive que tirar o tempo correto para que as pessoas pudessem sentir falta de mim.”

– Sobre Bruno Mars, com quem trabalhou em “25”: “Sempre fui uma grande fã de Bruno, mas quando trabalhamos juntos, ele foi além. Ele pode fazer tudo, literalmente cantar os melhores vocais que você puder ouvir em sua vida enquanto toca bateria, baixo ou alguma passagem ´nervosa´ de percussão. Penso, definitivamente, que ele será o maior, maior, maior artista no mundo.”

– Novamente, sobre a pausa em sua carreira: “Não senti falta dos holofotes, mas sentia falta deste meu lado. Estava feliz de estar perdida na selva por um tempo, mas tinha medo de nunca conseguir voltar. Quando ´Hello´ foi lançada, senti que não tinha mais nada para provar. Agora só cantarei porque quero, farei discos quando quiser e não porque estou sendo forçada a isso.”

– Sobre excursionar: “Só estou fazendo turnê pelos fãs, para ver as pessoas que mudaram a minha vida. Para mim, não há necessidade de excursionar. Sempre estarei nervosa, preocupada se estarei indo bem o bastante. E a adrenalina é desgastante.”

Veja também:
Junior abre o jogo e revela os segredos por trás da icônica foto na banheira de miojo

– Sobre a influência que as Spice Girls exerceram em sua vida: “As pessoas sempre pensam que estou brincando sobre isso, mas as Spice Girls me deixaram louca quando eu tinha sete anos. Foi uma parte massiva da minha vida quando a coisa do Girl Power aconteceu.”

Por Igor Miranda

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]

Compartilhar