Fotos: reprodução / Instagram

Anitta critica suposto projeto de Regina Duarte contra bailes funk: ‘precisa conhecer’

A cantora Anitta se manifestou por meio das redes sociais para rebater uma suposta declaração da atriz Regina Duarte, que deve se tornar a próxima secretária de Cultura. De acordo com o jornalista Lauro Jardim, do jornal ‘O Globo’, a futura representante do governo federal pretende criar “eventos familiares ao lado de bailes funk”, com o intuito de “competir” com eles.

O suposto plano de Regina Duarte foi criticado por Anitta. Em uma série de publicações no Twitter, a artista declarou que bailes funk fazem “parte da cultura” do Brasil e não são locais indevidos.

“A imprensa vem comentando que a nova secretária de cultura do país pretende criar um evento de família ao lado de cada baile funk pra competir com ele. Tô torcendo pra que seja mentira. Se for verdade, eles precisam conhecer um baile funk pra ontem”, afirmou Anitta, inicialmente.

A cantora completou: “Ele (baile funk) faz parte da cultura do nosso país. É muita irresponsabilidade colocar os bailes como locais indevidos em que famílias não possam frequentar. Eu sempre frequentei com a minha e todos nós somos brasileiros honestos e merecemos que o funk seja visto como cultura”.

Veja também:
'Tudo Ok': o brega-funk que viralizou na internet e promete ser o hit do verão

A artista pontuou que frequentar as comunidades e seus bailes fariam com que governantes entendessem “tudo que acontece por ali e principalmente o porquê. “Assim encontrariam formas verdadeiras de incentivar os moradores e frequentadores”, afirmou.

Por fim, a artista pontuou: “Acho lindo criar eventos para as famílias. Mas na intenção de competir com baile funk? Não entendi essa parte. Espero de verdade que seja fake News. Afinal uma secretaria de Cultura deveria entender que a cultura brasileira é mista e agrega todos os tipos de gostos e estilos. E não forçar a sociedade à aderir ao gosto cultural pessoal de quem está a frente das decisões”.

Como era de se esperar, as publicações de Anitta dividiram a opinião nas redes sociais. Internautas se manifestaram concordando com as publicações ou discordando do que foi dito.

“Acabei de presenciar 10:30 hs de hoje, na estação de trem do Maracanã centenas de jovens aguardando o trem para voltarem para suas casas, a maioria drogados ou bêbados, saindo do baile funk da mangueira, incomodando as pessoas normais que transitavam pela plataforma. Que cultura?”, afirmou um. “É isso Regina, só proibir já está bom”, disse outra. “‘A imprensa vem comentando’… a mulher nem apresentou os projetos dela, não seja leviana”, declarou uma terceira.

Veja também:
Pocah é obrigada a mudar letra de funk no 'Domingão' e internautas repercutem

Entre os que apoiaram as declarações, um fã afirmou: “Só acho que a secretária de cultura devia ser a Anitta. Ela faz mais pela cultura do Brasil que o governo”. Outro disse: “Quando ela descobri q tem pastor com bênção de traficante que faz 30 minutos de culto no meio do baile e ninguém pode reclamar…”

Houve, ainda, quem questionasse Anitta pelas políticas do atual governo federal. Na mesma publicação de Lauro Jardim no jornal ‘O Globo’, foi dito que Regina Duarte recebeu a orientação do presidente Jair Bolsonaro para não financiar projetos ligados à “agenda da esquerda”, principalmente de temáticas LGBT ou diversidade.

“Ué? Anitta se posicionando? Ah, chegou no assunto funk, aí incomodou? Humm, entendi. Sobre o nazismo na cultura, extinção do Ministério da Cultura, censura a produções LGBT… silêncio”, disse um. “Qual é a sua opinião sobre a postura do governo em relação aos LGBTQI+?”, afirmou outro. “E sobre ela ter que censurar peças LGBTs, você não vai comentar nada?”, comentou mais uma.

Veja também:
Jovem muito parecida com Anitta é apontada como sósia da cantora e viraliza

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar