Fotos: reprodução / YouTube e Facebook cifras ariana grande forever 21

Ariana Grande processa loja de roupas por usar ‘sósia’ em anúncio

A cantora Ariana Grande entrou com uma ação milionária contra a loja de roupas Forever 21 após uma propaganda feita nas redes sociais. A marca utilizou uma modelo muito parecida com ela e se inspirou no visual do clipe ‘7 Rings’ para promover a ação publicitária.

A ação judicial foi apresentada na última segunda-feira (2) e pede indenização de US$ 10 milhões (cerca de R$ 41 milhões) pelo uso indevido da imagem de Ariana Grande. O processo ainda menciona a utilização não autorizada dos versos da canção, já que o post da empresa nas redes sociais citou o trecho “Gee, thanks, just bought it”.

De acordo com os representantes de Ariana Grande, a empresa decidiu usar a sósia e fazer a ação publicitária após uma negociação malsucedida para tentar associar a imagem da cantora nas peças de propaganda.

Foto: Reprodução/Facebook

O documento cita que o acordo “nunca foi concretizado porque o valor oferecido pela Forever 21, pelo direito de usar o nome e o visual do videoclipe de Ariana Grande, foi insuficiente para um artista de seu porte”.

“Em vez de pagar por esse direito conforme a lei exige, os réus simplesmente o roubaram lançando uma campanha enganosa em seu site e plataformas de mídias sociais, principalmente em janeiro e fevereiro de 2019 [mesma época do lançamento do videoclipe”, diz a ação, que foi divulgada pelo ‘Hollywood Reporter’, na terça-feira (3).

Veja também:
A morte de Amy Winehouse: o vício e os últimos momentos da cantora

“A campanha aproveitou o sucesso simultâneo do álbum de ‘Thank U, Next’, publicando pelo menos 30 imagens e vídeos não autorizados, apropriando-se indevidamente do nome, imagem, semelhança e música de Ms. Grande, a fim de criar a falsa percepção de seu endosso”, acrescenta o processo.

Em nota, a Forever 21 afirmou que a política da empresa não permite que sejam feitos comentários sobre processos em andamento, mas destacou que, apesar da ação, é grande admiradora de Ariana Grande e chegou a ter contratos com ela nos últimos dois anos.

“Estamos esperançosos de que encontraremos uma resolução aceitável para as duas partes e poderemos continuar a trabalhar juntos no futuro”, finaliza o comunicado.

Nos passos de Kim Kardashian?

Ao processar a marca por usar uma sósia, Ariana Grande segue, de certa forma, o que fez Kim Kardashian, em 2011.

À época, a socialite processou a Gap em US$ 20 milhões (o equivalente a R$ 83 milhões, na cotação atual) por uma de suas empresas, a Old Navy, ter utilizado uma modelo semelhante a ela em um comercial de TV.

O caso foi encerrado em 2012 e teria satisfeito os dois lados, segundo informou o advogado de Kardashian, Gary A. Hecker, ao ‘WWD’. Os valores da indenização não foram divulgados.

Compartilhar