Arlindo Cruz sai de coma induzido e tem evolução em quadro de saúde

Cantor sofreu AVC hemorrágico em 17 de março (Foto: Marcos Hermes / Divulgação)

Cantor sofreu AVC hemorrágico em 17 de março (Foto: Marcos Hermes / Divulgação)

Uma importante atualização sobre o estado de saúde de Arlindo Cruz foi divulgada pelo filho do cantor, Arlindinho, no último sábado (1°). Segundo ele, o artista saiu do estado de coma induzido.

“Queria dizer que ele saiu do coma hoje e que vai dar tudo certo. Os sedativos já não estão mais colocando e agora é só esperar ele acordar. Demora um pouco para sair do organismo”, afirmou Arlindinho, em um vídeo publicado no Instagram.

O filho de Arlindo Cruz espera que a situação não deixe sequelas no pai. “É esperar para ver como ele vai acordar. Ainda não sabemos sobre sequela, mas é rezar para que ele tenha o menor tipo possível, que volte a cantar e a ter uma vida ativa”, disse.

Apesar da melhora no quadro, o estado de saúde de Arlindo Cruz ainda é considerado grave, de acordo com boletim médico divulgado pela Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, onde ele está internado. Ainda não há previsão de alta.

“A sedação do paciente foi retirada e ele já abre os olhos espontaneamente. A última tomografia computadorizada realizada pela equipe médica apresentou sinais de melhoras, mas sua interação ainda é pequena e o estado de saúde continua grave. Ainda não há previsão de alta”, diz o comunicado do hospital.

Veja também:
Menina de 13 anos é aplaudida de pé e comparada a Janis Joplin após cantar na TV

Arlindo Cruz sofreu um AVC hemorrágico no dia 17 de março. Ele foi encontrado inconsciente por sua esposa, Babi Cruz, na residência do casal. Arlindo Neto revelou, posteriormente, que o cantor passou mal enquanto tomava banho, horas antes de uma viagem para São Paulo (SP), onde faria uma apresentação.

O cantor precisou ser conduzido, às pressas, à Coordenação de Emergência Regional (CER), no Rio de Janeiro. Depois, ele foi transferido para o hospital particular Casa de Saúde São José, também na capital carioca, onde recebeu um cateter cerebral para monitorar sua pressão intracraniana. Desde então, estava em coma induzido, mas, conforme relatado anteriormente, os sedativos foram suspensos no fim da última semana.

Por Igor Miranda (@silvercm)

#comentários

Compartilhar