Bailarina processa Anitta após demissão causada por discussão

'Ainda cumpri um mês de agenda sem nos falarmos', disse a bailarina (Reprodução)

‘Ainda cumpri um mês de agenda sem nos falarmos’, disse a bailarina (Reprodução)

A dançarina Dany Possidonio, uma das bailarinas mais antigas de Anitta, decidiu processar a cantora. A ação, movida na 42ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, exige o pagamento de direitos trabalhistas.

Dany contou, em entrevista ao site do jornal “Extra”, que trabalhou com Anitta durante seis anos, sem contrato assinado. A bailarina foi demitida pela cantora após uma discussão, em agosto de 2016, motivada por uma divergência de opiniões. O teor do debate não foi revelado.

“Sempre fomos muito amigas, e um dia acabou rolando uma discussão durante um show na coxia. E no mesmo dia ela ligou para a responsável pelo balé mandando me demitir. Ainda cumpri um mês de agenda sem nos falarmos”, afirmou Dany Possidonio.

Antes de mover a ação, Dany Possidonio disse que entrou em contato com o irmão de Anitta, Renan Machado, em busca de um acordo. Entretanto, o pedido foi recusado. A dançarina disse que a cantora não foi notificada até agora, visto que não foi encontrada em sua residência.

A assessoria de Anitta disse que o setor jurídico tomou conhecimento da ação por meio da imprensa e que não recebeu notificações oficiais até o momento. Foi informado, ainda, que a dançarina era uma prestadora de serviços eventual, que participava de poucos shows por mês e que não tinha vínculo empregatício.

Veja também:
Após ser desafiada por Daniela Mercury, Anitta afirma que não apoia Bolsonaro

Por Igor Miranda (@silvercm)

Compartilhar