Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação

Banda Malta lança quarto álbum de estúdio da carreira: ‘IV’

A banda Malta ressurge em 2019 com seu novo álbum de estúdio, intitulado “IV”. Não por acaso o novo trabalho da banda paulistana tem esse nome, pois ele é de fato o quarto disco de estúdio de um dos maiores nomes do Rock nacional da atualidade. O título simples e direto é uma maneira de mostrar a força do grupo em todos estes anos.

O novo álbum da Malta é um marco na carreira da banda e revelará novos hits para os fãs como as emblemáticas “Viver Por Você”, “Não Há Nada Melhor” e “Manipulação”. Os fãs irão ficar surpresos com o nível alcançado pelos músicos nestes novo trabalho, principalmente em músicas pesadas como “Amor e Ódio”, “Pátria Amada” e épicos repletos de emoção como “Ainda Estou Aqui” e “É Só Você”.

Formado por Adriano Daga (bateria), Luana Camarah (vocal), Thor Moraes (guitarra) e Diego Lopes (baixo), a banda Malta está colhendo os frutos do trabalho conquistado com muita energia, qualidade e paixão pela boa música. Este amor pela música pode ser sentido nas 11 faixas inéditas do novo álbum “IV”.

Produzido, mixado e masterizado por Adriano Daga nos estúdios Daga Music House e coproduzido por Thor Moraes no Do Martelo Studio, em São Paulo, o álbum “IV” teve seu projeto gráfico e direção de arte idealizado por Diego Lopes, mostrando que a Malta é auto suficiente em termos de produção. O disco contou com algumas participações especiais como do ex-guitarrista do Guns N’ Roses Ron “Bumblefoot” Thal, do grande percussionista Carlinhos Brown (jurado The Voice Brasil), do renomado ator Rodrigo Lombardi (locução em Pátria amada), Amon Lima (violino em Manipulação), do tecladista Junior Carelli (Noturnall e Anie), entre outros.

Veja também:
Cardi B: com nudez e violência, clipe de 'Press' está dando o que falar na web

“Este novo álbum “IV” é bastante especial em nossas carreiras, em muitos sentidos. É o primeiro trabalho com nosso empresário Paulo Baron (Top Link Music), que nos trouxe aquela paixão de garoto novamente, colocando a banda nos eixos com um som mais pesado, é claro, sem perder a nossa identidade”, disse o baixista Diego Lopes.

“Escutamos nossa discografia e pensamos no que poderíamos evoluir como banda e músicos. Tentamos algo diferente neste novo trabalho e acho que conseguimos um equilíbrio entre o peso do Rock que somos fãs com as melodias e letras repletas de emoção, transformando o som em grandes hinos”, completou o baixista.

Ouça o álbum completo:

#COMENTE

Compartilhar