Foto: TV Globo / divulgação

Bira, o baixista do Sexteto de Jô Soares, morre aos 85 anos

Bira, baixista popular por seu trabalho no Sexteto de Jô Soares, no ‘Programa do Jô’, morreu na manhã deste domingo (22), aos 85 anos. Ele sofreu uma parada cardíaca após alguns dias internado, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC), no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo.

O músico, cujo nome completo é Ubirajara Penacho dos Reis, tornou-se notável pela parceria de longa data com o apresentador Jô Soares, seja na música ou na TV. Por 29 anos, ele integrou o Sexteto do Jô, não só em seu programa na Globo, como, também, no SBT.

Veja também:
Roberto Carlos: a verdade sobre como o cantor perdeu a perna

Carismático e bastante participativo nas edições do programa, Bira era muito querido pelos telespectadores por sua risada característica. Porém, para quem conhecia sua trajetória, o músico ia muito além de sua presença na TV.

Nascido em Salvador no ano de 1934, Bira começou como cantor e era popular na noite, apresentando-se com bandas nas décadas de 1950 e 1960. Algum tempo depois, ele se interessou pelo baixo e partiu de malas prontas para São Paulo, onde começou integrando o grupo musical de Chacrinha. Depois, trabalhou para Silvio Santos até chegar a Jô Soares, com quem ficou por décadas. Ele também mantinha projetos paralelos, como o Bira Bossa Jazz.

Veja também:
A carreira musical de Will Smith, que rendeu até Grammy a ele

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.