Foto: Reprodução/Redes Sociais Álex Andrés Araya - ator burundanga

Burundanga: ator encontrado morto pode ter sido vítima de ‘sopro do diabo’

O ator chileno Álex Andrés Araya foi encontrado morto em um apartamento que ele alugava através do Airbnb em Medellín, Colômbia. Araya, de 42 anos, estava no local de férias.

O corpo do ator foi descoberto no dia 7 de junho por uma faxineira, conforme relatado pelo jornal ‘La Tercera’. Na noite anterior, Araya havia saído com duas mulheres que ele conheceu pelo aplicativo Tinder.

De acordo com o irmão dele, Eduardo Araya, “elas levaram as malas dele e saíram do apartamento sozinhas”. 

As suspeitas roubaram os cartões de crédito e o celular de Araya, utilizando-os para pagar viagens de Uber e joias.

A mídia chilena e colombiana começaram a cobrir o caso na semana passada. Araya é o 29º estrangeiro a morrer em Medellín este ano.

Burundanga, o ‘sopro do diabo’

A família de Araya acredita que ele foi vítima de burundanga, conhecida também como escopolamina ou “sopro do diabo”.

Segundo um alerta de viagem do Departamento de Estado dos EUA, essa substância podedeixar a vítima inconsciente por até 24 horas ou mais e, em doses maiores, pode causar “insuficiência respiratória e morte”.

O irmão de Araya suspeita da participação de um grupo maior no crime. “Acredito que haja mais pessoas envolvidas, fazem parte de uma quadrilha que realiza esse tipo de golpe“, afirmou ao ‘La Tercera’.

Veja também:
O polêmico relacionamento de Caetano Veloso e Paula Lavigne

A burundanga tem sido usada por criminosos tanto em festas quanto em encontros por aplicativos de relacionamento, em uma prática conhecida no Brasil como “Boa Noite, Cinderela”.

De acordo com o jornal colombiano ‘El Tiempo’, a droga, um pó extraído da planta borrachera, é capaz de fazer com que as vítimas percam a autonomia e forneçam dados sensíveis, como senhas de cartões, sem se lembrar de nada.

Álex Araya estudou Engenharia na Universidad Católica del Norte, mas abandonou o curso para se formar em Teatro na Universidad del Desarrollo. Ele também tinha interesse pela área de iluminação de espetáculos.

O caso continua sob investigação e, até o momento, ninguém foi preso.

Vídeo flagrou influencer Nino Abravanel minutos antes de homicídio

Fonte: Extra

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo