Caetano Veloso visita exposição criticada e defende liberdade artística

Caetano diz que não quer nada parecido com a ditadura no Brasil (Reprodução)

Caetano diz que não quer nada parecido com a ditadura no Brasil (Reprodução)

O cantor Caetano Veloso fez críticas às tentativas de censura direcionadas a exposições de arte consideradas subversivas. Ele também disparou contra “alguns políticos” que, segundo ele, querem “enganar o povo”.

O manifesto em defesa da liberdade artística foi feito, em entrevista coletiva, durante uma visita, feita no último domingo (8), a uma exposição de arte em Belo Horizonte (MG). Na ocasião, Caetano Veloso prestigiou a mostra do falecido artista mineiro Pedro Moraleida, ‘Faça você mesmo sua Capela Sistina’, que foi alvo de protestos na última semana.

Veloso criticou a postura de alguns políticos com relação a essa exposição, bem como à mostra ‘Queermuseu’ e à performance ‘La bête’, que também geraram polêmica nos últimos dias. Segundo Caetano, não há nada além de “tradição das artes” nessas manifestações artísticas.

“Tem alguns políticos querendo enganar o povo. Querendo chamar atenção. Em nenhuma dessas exposições que estão sendo discutidas não há nada que não seja tradição das artes, sobretudo das artes mais recentes”, disse o cantor.

Caetano disse, ainda, que não deseja uma nova ditadura política no Brasil. “Eu vivi o período da ditadura e não quero nada parecido com isso”, afirmou.

Veja:

Na última quinta-feira (5), a exposição de Pedro Moraleida, presente na Grande Galeria Alberto da Veiga Guinard, foi alvo de um protesto feito por um grupo evangélico, que tentaram invadir o local. Os manifestantes afirmam que as obras “incentivam a pedofilia, zoofilia e cristofobia”.

Veja também:
Condomínio processa Arlindo Cruz, que ainda está debilitado, por dívida de R$ 40 mil

Ao lado de outros artistas, Caetano Veloso lançou a campanha ‘342 Artes’. A ação é contra o cancelamento da exposição ‘Queermuseu’, rebate críticas direcionadas a mostras como a ‘Faça você mesmo sua Capela Sistina’ e pede por liberdade artística.

São muitas as vozes que nao irão se calar. Não aceitaremos censura nem difamação. #342Artes #CensuraNuncaMais #ContraACensuraEADifamação

Uma publicação compartilhada por Caetano Veloso (@caetanoveloso) em

Por Igor Miranda (@silvercm)

Compartilhar