Foto: Reprodução/YouTube camila cabello

Camila Cabello se retrata por antigas postagens de cunho racista

Como já se tornou hábito na internet, é comum alguém desenterrar antigas publicações questionáveis de pessoas famosas. Agora, o alvo foi a cantora Camila Cabello. Nesta quarta-feira (18), um internauta encontrou uma conta do Tumblr da artista, da época em que ela era adolescente. Na plataforma, foram encontradas uma série de postagens problemáticas.

Diversas publicações tinham cunho racista, com o uso de expressões que são consideradas pejorativas para a comunidade negra nos Estados Unidos, como “nigger” e “nigga”. Outras publicações faziam piadas relacionando pessoas negras a estereótipos ofensivos.

Em uma outra ocasião, Camila Cabello também fez piada sobre o caso de agressão sofrido pela cantora Rihanna em 2009, quando ela foi agredida pelo então namorado e também artista Chris Brown.

Os posts antigos acabaram viralizando muito rapidamente nas redes sociais e chegaram ao conhecimento da própria Camila Cabello, que decidiu publicar uma carta aberta sobre o assunto. Ela admite a autoria das postagens e pede desculpas pelas ofensas.

Veja também:
MC Rebecca é alvo de ataques racistas na web após celebrar marca no Spotify

“Quando eu era mais nova, eu usei expressões que eu estou profundamente envergonhada e vou me arrepender para sempre. Eu era ineducada e ignorante e, desde que eu me tornei ciente da história, do peso e do verdadeiro significado por trás dessas horríveis e dolorosas linguagens, eu fiquei profundamente envergonhada e nunca mais usei. Eu me desculpei antes e me desculpo agora”, afirmou ela.

Em seguida, completou: “Eu nunca machucaria ninguém intencionalmente, eu me arrependo do fundo do meu coração. Mesmo que eu deseja muito, eu não posso voltar no tempo e mudar as coisas que disse no passado. Mas agora eu conheço melhor e melhor e isso é tudo o que eu posso fazer”.

Na ocasião das postagens, Camila Cabello tinha apenas 12 anos de idade. “Tenho 22 anos agora, sou adulta, cresci e aprendi, estou consciente da história de dor que isso carrega de uma maneira que não estava antes. Esses erros não representam a pessoa que eu sou agora ou a pessoa que eu já fui. Eu só apoio e sempre apoiei o amor e a inclusividade, meu coração nunca sentiu esse tipo de ódio ou de divisão. A verdade é que eu estava envergonhadamente ignorante e sem informação. Uso minha plataforma para defender sobre injustiça e falta de igualdade, continuarei fazendo isso. Estou profundamente arrependida, envergonhada e pesarosa. Eu me desculpo de novo, do fundo do meu coração”, finalizou.

Veja a postagem original:

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo

Compartilhar