Foto: Wikimedia Morre a vocalista Dolores O’Riordan, dos Cranberries

Laudo revela a causa da morte de Dolores O’Riordan, dos Cranberries

Um laudo médico confirma a causa do falecimento da vocalista dos Cranberries, Dolores O’Riordan, ocorrida no último dia 15 de janeiro, aos 46 anos. Segundo o documento, a cantora morreu afogada em uma banheira devido a uma intoxicação alcoólica.

O corpo de O’Riordan foi encontrado submerso na banheira do quarto de um hotel em Londres, Inglaterra, onde ela estava hospedada. A vocalista estava na cidade para gravar uma participação em um cover que a banda Bad Wolves faria para a música “Zombie”, maior sucesso dos Cranberries – a canção foi regravada pelo grupo sem os vocais de Dolores e a renda obtida com a versão (US$ 250 mil, mais de R$ 900 mil) foi doada à família da artista.

De acordo com o laudo, Dolores O’Riordan tinha, em seu sangue, 330 mg de álcool para cada 100 ml de sangue. A proporção é quatro vezes maior do que a permitida pela lei da Inglaterra para dirigir. Garrafas vazias, incluindo uma de champanhe, foram encontradas no quarto de hotel onde a cantora estava hospedada, bem como remédios prescritos.

O documento aponta, ainda, que a morte de Dolores O’Riordan foi acidental e que não havia nenhum indício de ferimento em seu corpo. A divulgação do laudo ocorreu nesta quinta-feira (6), mesma data em que a vocalista completaria 47 anos.

Cranberries anuncia disco com últimas gravações de Dolores O’Riordan

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.