Foto: Reprodução/YouTube carlinhos brown

Clipe de Carlinhos Brown sobre suicídio está fazendo sucesso na web

A música e o videoclipe lançados por Carlinhos Brown, em setembro, especialmente para a campanha educativa ‘Suicídio: Falar Pode Mudar Tudo’, desenvolvida pelo CVV com o apoio da Libbs e criação da TracyLocke Brasil, já alcançou um milhão e meio de visualizações no canal da iniciativa no YouTube.

Confira e ouça:

A letra da canção ‘Vozes Do Silêncio’ traz mensagens de apoio e empatia com o sentimento de quem está sofrendo, mas também exalta a vida e traz uma reflexão sobre a importância de encarar os problemas de frente e de dialogar sobre angústias e tristezas como ferramenta para encontrar uma saída que não seja o suicídio.

No videoclipe, Brown aparece como maestro de um coral silencioso de 32 participantes, que representam a quantidade de pessoas que se matam por dia no Brasil. Esse coral aparece nas cenas iniciais de forma silenciosa fazendo apenas sons com a boca, mas sem cantar, simbolizando o silêncio.

Entre os estados que mais assistiram ao videoclipe estão São Paulo, Ceará, Minas Gerais, Bahia e Rio de Janeiro. A idade do público varia de 18 a 34 anos.

A campanha disponibiliza, ainda, canais informativos nas redes sociais – @falardesuicido no Instagram, Twitter e YouTube –, com conteúdo educativo, além da participação de influenciadores digitais engajados na causa.

Juntas, as redes já impactaram 1,7 milhão de pessoas e registraram mais de 180 mil envolvimentos (soma de curtidas, comentários e compartilhamentos) e cerca de 150 mil visualizações.

No período entre 1º e 23 de setembro, o perfil no Instagram chegou organicamente a mais de seis mil seguidores. Também houve mais de 647 mensagens diretas, com perguntas para os médicos, pedidos de informações e casos de pessoas que apenas precisavam conversar.

Sobre o CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os cerca de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 3.000 voluntários em mais de 100 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo www.cvv.org.br via chat, e-mail ou carta.

A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio.

Veja também:
Paula Fernandes lembra episódio em que tentou suicídio e foi salva pela mãe
Compartilhar