Como não deixar escapar um momento de inspiração

(Foto de Divulgação)

(Foto de Divulgação)

Confesso que sou um adepto incondicional do uso de gravadores para registrar idéias musicais. Mesmo que a desculpa inicial seja somente a “falta de memória”, e aí eu me incluo nessa, penso que compor com a ajuda do botão de “REC” é sempre mais produtivo, seja pela possibilidade de tocar junto com o que acabou de ser gravado, seja pela importância de se ouvir. E é nesse ponto que a empresa americana Line 6 tem buscado auxiliar os músicos na hora de compor, com o lançamento do BackTrack (acima), uma linha de gravadores ultra portáteis que podem ser considerados como o “braço direito” de quem gosta de fazer música.

Conecte seu instrumento na entrada P10 que o equipamento inicia a gravação, em 24 bits e 48 KHz, instantaneamente ao detectar qualquer sinal de áudio. Os modelos BackTrack, com 1GB de memória interna, e BackTrack Mic, com 2GB, possibilitam gravar até 12 e 24 horas, respectivamente.

Os arquivos são armazenados em WAV e podem ser transferidos facilmente para o computador, via conexão USB 2.0 (foto), que também serve para carregar a bateria do aparelho. Além da capacidade interna, outra diferença entre os modelos é o fato de que o BackTrack Mic possui um microfone embutido com controle de ganho, o que ajuda, e muito, na hora de gravar violões ou instrumentos de percussão. Ambos dispositivos possuem saídas P10 e de fone de ouvido. Para saber onde encontrá-los, acesse a página do importador no Brasil.

Veja também:
James Hetfield é internado em reabilitação e Metallica adia shows deste ano

Texto de André Iunes Pinto

Confira esse e outras notícias no blog Overdubbing