Corpo de Emílio Santiago será exumado graças a disputa por herança

Produtor musical alega ser filho de Emílio Santiago, morto em 2013 (Divulgação)

Produtor musical alega ser filho de Emílio Santiago, morto em 2013 (Divulgação)

O corpo do cantor Emílio Santiago, falecido em março de 2013, será exumado. A decisão foi tomada pela Justiça do Rio de Janeiro.

O motivo para que essa decisão seja tomada é um processo de posse dos bens de Emílio Santiago. O patrimônio do cantor ainda é alvo de disputa entre a irmã, Hercília Santiago; o ex-companheiro de Santiago, Márcio Tadeu; e o produtor musical Aleksander Nunes dos Santos, suposto filho do artista

Não foi possível ser comprovada a paternidade de Aleksander Nunes dos Santos por meio de um exame de DNA, feito a partir de terceiros. Dessa forma, Aleksander solicitou parte dos bens do cantor e o pedido foi acatado pela Justiça do Rio, que optou pela exumação do corpo para a realização de novos exames.

Apesar das informações divulgadas, o restante do processo corre em segredo de justiça. A herança deixada por Emílio Santiago é avaliada em R$ 10 milhões, divididos entre direitos autorais de suas músicas, imóveis e outros bens.

Emílio Santiago faleceu no dia 20 de março de 2013, em decorrência de complicações geradas por um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Ele tinha 66 anos.

Por Igor Miranda (@silvercm)

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical. Contato: [email protected]

Compartilhar