Dia Mundial do Rock completa 25 anos

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Hoje é comemorado o Dia Mundial do Rock. A data existe desde 13 de julho de 1985, quando Bob Geldof, vocalista do Boomtown Rats, organizou o maior show de rock do planeta, o Live Aid. O show teve a presença de grandes nomes, como Paul McCartney, Elton John, Santana, Led Zeppelin, entre outros que festejaram a música e a paz. O evento também produziu a música “Do They Know It’s Christmas Time at All”, que reunia cantores do pop inglês dos anos 80, como Sting, Boy George e Simon LeBon.

Ouça a canção “Do They Know It’s Christmas Time at All”:

Porém, já são mais de 50 anos de história que esse ritmo atende pelo nome de “rock and roll”. Desde seu surgimento, o rock já passou por muitas mãos, ele foi inventado por Chuck Berry na década de 50 e popularizado por Elvis Presley. Na década seguinte, Bob Dylan, The Beatle, The Rolling Stones, Frank Zappa, The Door e Velvet Unnderground causaram uma revolução maciça na estrutura do rock and roll. O ritmo se agregou a elementos do jazz, da música clássica, do folk e da world music, entre outros.

Conheça os primeiros sons do rock por Chuck Berry:

O tempo passou, e o rock ganhou estilos diferentes e novas bandas se formaram como Radiohead, U2, Oasis, Blur e Pulp. Essas invenções e reinvenções, não terminam por aí. Em 1998, a banda inglesa Coldplay trouxe a renovação do ritmo e alcançou a fama mundial.

Veja também:
Morre Elza Soares: a voz do milênio teve uma vida difícil, mas foi uma sobrevivente

Confira o rock revolucionado por Coldpaly:

No Brasil, as primeiras gravações foram feitas por cantores como, Nora Ney, Cauby Peixoto, Agostinho dos Santos, Dolores Duran e Elis Regina. Já na década de 90, surgem algumas bandas influenciadas pelo punk e pelo hardcore como CPM 22, Pitty, Cachorro Grande, Dead Fish, entre outros.

Conheça um pouco do rock brasileiro por CPM 22:

Por mais que existam várias formas de fazer o rock, este ritmo ultrapassa o que poderia ser um fator limitante, o tempo. O rock and roll é atemporal. Ou seja, sejam nos novos ou nos velhos tempos, o rock nunca deixa de existir.