Foto: Reprodução/Instagram drake

Drake solta a língua e fala de Kanye West, Chris Brown e Rihanna em entrevista

O cantor Drake concedeu uma longa entrevista ao ‘Rap Radar’ e o material, em vídeo, foi publicado no dia de Natal (25).

No vídeo de mais de duas horas de duração, o artista recebeu os jornalistas em sua casa e abriu o coração sobre os mais diversos assuntos, incluindo algumas polêmicas envolvendo os nomes de outros colegas do cenário artístico.

Chris Brown e Rihanna

Em 2019, Drake provocou estranhamento no público ao lançar uma parceria com Chris Brown, a música ‘No Guidance’. O motivo? Os dois são ex-namorados da cantora Rihanna e Brown foi condenado por tê-la espancado em 2009.

Sobre isso, Drake revela que os dois tiveram muita dificuldade para se entenderem e que já haviam tentado trabalhar juntos antes. “Quando você olha para trás e analisa, você começa a se sentir bobo porque é sobre ‘problemas com garotas'”, disse ele.

Ele completa, citando Rihanna indiretamente: “Poderia se tornar uma bola de neve e virar uma m*rda de verdade e foi o que aconteceu nessa situação. Bom, eu acho que nós dois crescemos, ao ponto de que a pessoa que estava no meio de nós não é mais parte de nossas vidas atualmente”.

Drake preferiu não dizer o nome da cantora em nenhum momento durante a entrevista, mas completou dizendo que sente “o maior amor e respeito por ela” e que a considera como parte da família. Além disso, ele também conta que teve medo de topar a parceria para não desrespeitá-la.

Veja também:
Em música vazada, Eminem diz que Rihanna passou DST para Chris Brown

“Ela [Rihanna] sabe que eu e ele [Brown] ficamos dominados por essa questão e eu acho que ela é uma boa pessoa, com um bom coração, e ela iria preferir que a gente colocasse um ponto final nisso, do que continuar a infantilidade e terminar numa situação séria”, disse o rapper.

Kanye West e Pusha-T

Um dos assuntos mais polêmicos abordados por Drake durante a entrevista foi seu desentendimento com o ex-amigo Kanye West e com o rapper Pusha-T. O canadense afirma que não consegue acreditar nas declarações de amizade de Kanye.

Para Drake, foi Kanye West que revelou para Pusha-T um grande segredo de sua vida: a existência de seu filho Adonis, que era anônimo até então. Pusha-T lançou uma música sobre isso, chamada ‘The Story of Adidon’, e bombardeou o mundo com a informação.

“Eu acho que ele meio que recrutou um cara [Pusha] que tinha o mesmo desgosto em relação a mim. Não importa o que ele diga nas entrevistas. Ele pode dizer pra qualquer um que ‘sente amor por mim’, ou algo do tipo, mas isso não é amor. É, tem algo ali que o incomoda profundamente. E eu não posso consertar isso por ele, então é o que é”, disse.

Drake diz que não tem interesse em se acertar com Pusha-T e considera que a música sobre seu filho foi uma “jogada de mestre”.” Vou dizer uma coisa, tiro meu chapéu para a jogada dele. Quer dizer, foi uma jogada de mestre. E definitivamente assegurou minha primeira ‘derrota’ no competitivo esporte do rap. Por escolha, obviamente, porque eu me curvei depois de perceber que esse espaço entre nós o permitiu jogar pro mundo essa bomba, que se tornou tudo que as pessoas se importavam”, afirmou.

Para ele, Pusha-T pegou carona em seu sucesso e só conseguiu relevância graças a isso. “Ele contou pro mundo que o maior artista daquela era tinha um filho, que ele, por sua vez, não tinha te contado. Pra mim, estava tudo acabado ali. Eu não estava na vibe de comprar essa batalha de rap – a informação que vazou era muito chocante”, comenta.

“Aí eu percebi que ninguém se importava com esse cara, e não teria nada que eu pudesse dizer que seria mais forte que ‘Drake tem um bebê’. Então ele ganhou. Ele construiu uma carreira inteira em cima disso. Algumas pessoas gostam de suas músicas. Eu, pessoalmente, não gosto porque não acredito em nada daquilo”, concluiu Drake.

Assista à entrevista completa (em inglês):

Sou jornalista, mas nas horas vagas gosto de fingir que sou influenciador digital. Me segue no insta! @meunomenaoedolfo