Dubladora americana acusa Gene Simmons, do Kiss, de assédio sexual

Simmons (foto) foi acusado de assédio pela dubladora Mary E. McGlynn (Divulg.)

Simmons (foto) foi acusado de assédio pela dubladora Mary E. McGlynn (Divulg.)

O vocalista e baixista do Kiss, Gene Simmons, foi acusado de assédio sexual. A alegação partiu da dubladora e cantora americana Mary Elizabeth McGlynn.

A dubladora descreveu, por meio do Twitter, o suposto assédio em forma de diálogo. Seu relato recebeu mais de 15 mil curtidas e 3 mil compartilhamentos (retweets).

Veja:

“Gene Simmons estava em um estúdio hoje. Ele disse ‘oi’, fui cumprimentá-lo apertando a sua mão e ele apontou para o seu pênis, dizendo: ‘essa é a máquina de diversão’. Parei por um momento e após ouvir que ele fez isso a várias outras mulheres no estúdio, eu o segui até o estacionamento e chamei a sua atenção:

Mary: Fui apertar a sua mão e você apontou para o seu pênis.

Gene: Não fiz isso!

Mary: Sim, você fez. Não é algo legal.

Gene: Eu estava brincando!

Mary: Vocês, homens, precisam entender que isso não é engraçado.

Fui embora. E ainda estou tremendo. Tremendo por me impor, quase me sentindo culpada. Mas estou feliz por fazer isso.”

Em seguida, Mary Elizabeth McGlynn explicou que compartilhou a história porque pensa que a situação tem a ver com as reações das mulheres. “Não posso controlar o comportamento de Gene Simmons (que me bloqueou). Nós PODEMOS controlar nossas reações. Abra-se. Você não está sozinha”, disse.

Outra mulher, chamada Tess Fowler, manifestou-se em resposta a Mary Elizabeth McGlynn, relatando outra suposta situação de assédio por parte de Gene Simmons. “Acredito em você. Eu o conheci na San Diego Comic-Con de 2004, quando ele foi levado para a cabine do heavy metal. Ele me abraçou e disse que eu estava mantendo os doces longe dele (abraçando somente a parte superior do meu corpo). Ele agarrou meus quadris e empurrou-se contra mim. Lamento que isso tenha acontecido com você”, afirmou.

Até o momento, Gene Simmons não se pronunciou oficialmente sobre as acusações.

Veja também:
Quem lembra? Felipe Dylon relembra gafe épica no 'Domingão do Faustão'

Centro de polêmicas

Gene Simmons esteve relacionado a outra polêmica na última semana. O músico foi banido permanentemente do canal de TV Fox News, nos Estados Unidos. De acordo com o site do jornal The Guardian, a medida foi tomada após Simmons ter, supostamente, insultado e provocado funcionários da emissora.

Simmons esteve na emissora para participar de dois programas. Em determinado momento, ele entrou em uma reunião de funcionários sem ser convidado, desabotoou sua camisa, expôs o seu torso e gritou: “ei, garotas, me processem!”.

Ainda segundo o The Guardian, Gene Simmons também contou piadas inapropriadas sobre Michael Jackson e pedofilia, além de ter zombado da inteligência dos funcionários da Fox News. Graças ao seu comportamento, o músico foi declarado “eternamente banido” da emissora.

Em resposta, Gene soltou um comunicado pedindo desculpas. Ele alegou, ainda, que suas brincadeiras não foram compreendidas pelos funcionários da Fox News.

Por Igor Miranda (@silvercm)

Compartilhar