Foto: reprodução / G1

Durante enterro, fãs tiram foto com Mr. Catra no caixão e revoltam familiares

Vítima de um câncer no estômago, o funkeiro Mr. Catra faleceu no último domingo (9). Ele teve seu corpo sepultado e enterrado em um cemitério na cidade do Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (11).

A cerimônia foi marcada pelo comparecimento de uma multidão de amigos, parentes e fãs que foram prestar suas últimas homenagens ao cantor.

Catra deixou 32 filhos e três viúvas – das quais apenas uma compareceu ao velório, Silvia Regina. Dentre os amigos famosos, marcaram presença Tati Quebra Barraco, DJ Marlboro, Buchecha e Jojo Todynho.

A cerimônia também foi marcada por muita música e emoção. Antes do enterro, os presentes se uniram para cantar, em coro, os funks ‘O Simpático’, ‘Adultério’ e ‘Vida Na Cadeia’ – o primeiro grande sucesso do artista.

Em seguida, um pastor fez uma oração, todos cantaram a música gospel ‘Faz um Milagre em Mim’, de Regis Danese, e deram a última despedida com aplausos.

Faltou respeito?

Antes de ser levado para o Rio de Janeiro, Mr. Catra foi velado por algumas horas na cidade de Guarulhos, em São Paulo, na manhã de segunda-feira (10).

Mesmo em meio a muita emoção, a despedida acabou gerando um princípio de confusão e polêmica. Alguns fãs acabaram desagradando os familiares do funkeiro ao se aproximarem do caixão para tirar fotos do corpo.

Veja também:
Imagine Dragons lança clipe para música do filme 'WiFi Ralph'; assista

Os familiares exigiram a retirada das pessoas que tomaram a atitude desrespeitosa da sala de velório. Uma jornalista que não se identificou, afirmou ao portal R7 que a família do funkeiro chegou a ameaçar ela e a equipe de TV que a acompanhava.

Apesar do início de tumulto, a situação logo se normalizou.

Artistas lamentam morte de Mr. Catra nas redes; veja repercussão

Compartilhar