Em carta, John Lennon xinga colegas dos Beatles e Linda McCartney - Revista Cifras

Em carta, John Lennon xinga colegas dos Beatles e Linda McCartney

Publicação foi escrita por John Lennon em 1971 (Divulgação)

Publicação foi escrita por John Lennon em 1971 (Divulgação)

Uma enfurecida carta de John Lennon para Paul McCartney e sua então esposa, Linda, após o fim dos Beatles, está indo à leilão. Espera-se arrecadar, pelo menos, US$ 20 mil (cerca de R$ 68 mil) com a correspondência.

Estima-se que a carta, de duas páginas, tenha sido escrita em 1971, logo após John Lennon e Yoko Ono terem se mudado para os Estados Unidos. Na correspondência, Lennon dispara ofensas contra os ex-colegas de Beatles e até contra Linda McCartney.

O motivo de tanta discordância é que Linda McCartney havia enviado uma carta com críticas sobre a forma que John Lennon se portou publicamente após a separação dos Beatles. Veja a tradução da carta, publicada pelo site Tenho Mais Discos Que Amigos:

“Caros Linda e Paul,

Eu estava lendo a sua carta e me perguntei qual fã chata e de meia-idade dos Beatles teria a escrito. Eu resisti de olhar a última página para descobrir – continuei pensando quem era – Queenie? A mãe de Stuart? – A esposa de Clive Epstein? – Alan Williams? – que diabos, foi a Linda!

Você realmente acha que a imprensa está abaixo de mim/você? Você acha isso? Quem você acha que nós/você somos? Espero que você perceba a merda que você e o resto dos meus amigos ‘gentis e desinteressados’ jogaram em cima de Yoko e eu desde que nos juntamos. Pode ter sido às vezes um pouco mais sutil, ou devo dizer de ‘classe média’, – mas não foi por muitas vezes. Nós dois ‘passamos por cima disso’ algumas vezes – e perdoamos vocês dois – por isso é o mínimo que você pode fazer por nós – pessoas nobres. Linda – se você não se importa com o que eu digo – cale a boca! – deixe que Paul escreva – ou tanto faz.

Veja também:  Músicos lamentam morte de Champignon nas redes sociais

Quando perguntado sobre o que eu pensei de verdade sobre a MBE, etc – eu os contei tudo o que pude lembrar – e eu me lembro de me contorcer um pouco – você não, Paul? – ou você – como eu suspeito – ainda acredita em tudo? Eu perdoarei Paul por encorajar os Beatles – se ele me perdoar por isso também – por ser – ‘honesto comigo e se importar demais!’ Porra, Linda, você não está escrevendo para um livro dos Beatles!

Eu não tenho vergonha dos Beatles – (eu comecei isso tudo) – mas de algumas das merdas que fizemos para tornar [a banda] tão grande – eu pensava que todos nós nos sentimos dessa forma em diferentes graus – obviamente não.

Veja também:  Olimpíadas Rock N´Roll: confira playlist da abertura dos Jogos em Londres

Você realmente acha que a maior parte da arte de hoje surgiu por causa dos Beatles? – Eu não acredito que você é tão louco – Paul – você acredita nisso? Quando você parar de acreditar, você pode acordar! Sempre dissemos que fazíamos parte do movimento – não de todo ele? – Claro, nós mudamos o mundo – mas tente segui-lo também – SAIA DE CIMA DO SEU DISCO DE OURO E VOE!

Não me fale aquela merda de ‘em cinco anos eu vou olhar para trás como uma pessoa diferente’ – você não vê que é isso que está acontecendo AGORA! – Se eu soubesse ANTES o que sei AGORA – você parece ter perdido esse ponto…

Desculpe-me se eu usar o ‘Espaço dos Beatles’ para falar sobre o que eu quiser – obviamente se eles continuarem fazendo perguntas dos Beatles – eu vou responder – e buscar o máximo ‘Espaço de John e Yoko’ que eu puder – eles me perguntam sobre Paul e eu respondo – Sei que alguma coisa parte para o pessoal – mas se você acredita ou não, eu tento responder diretamente – e os pedaços que eles usam são obviamente os pedaços suculentos – eu não me ofendo com seu marido – eu sinto muito por ele. Eu sei que os Beatles são ‘pessoas muito agradáveis’ – eu sou um deles – eles são grandes bastardos como qualquer outra pessoa – então saia do seu pedestal! – a propósito – tivemos um interesse mais inteligente em nossas novas atividades em um ano do que tínhamos durante toda a era dos Beatles.

Veja também:  Kanye West alcança recorde de Beatles e Eminem com 8° disco no topo das paradas

Finalmente, sobre não dizer a ninguém que eu deixei os Beatles – PAUL e Klein passaram o dia me persuadindo que era melhor não dizer nada – me pedindo para não dizer nada porque iria ‘machucar os Beatles’ e ‘vamos deixar que isso passe’ – lembra? Portanto, coloque isso em sua pequenina e perversa mente, Sra. McCartney – os babacas me pediram para ficar quieto sobre isso. Claro, o ângulo do dinheiro é importante – para todos nós – especialmente depois de toda a merda que veio de sua família insana/agregados – e que DEUS O AJUDE, PAUL – te vejo em dois anos – eu acho que você já vai ter saído dessa.

Apesar de tudo, amor a ambos,

De nós dois

P.S. Sobre dirigir sua carta apenas a mim – SÉRIO…!!!”

Por Igor Miranda

#comentários