Em crítica a músicas comerciais, vocalista do Slipknot chama Taylor Swift de “m*rda”

Corey Taylor levantou polêmica em seu comentário (Divulgação)

Corey Taylor levantou polêmica em seu comentário (Divulgação)

Geralmente polido, mas às vezes com acidez em seus comentários, o vocalista do Slipknot e do Stone Sour, Corey Taylor, deu uma declaração polêmica para a revista NME.

Durante o bate-papo, o cantor afirmou que não foi procurado por empresas de música via streaming, como Apple Music e Tidal, para fazer parcerias com o Slipknot. Segundo Corey Taylor, a banda foi preterida porque sua música “não serve para vender”.

Para Corey Taylor, as tecnologias estão dificultando a rentabilidade dos músicos, que, segundo ele, faturam cada vez menos com os sistemas de streaming. “Estou surpreso de ninguém ter largado tudo e dizer ´dane-se, estou fora´”, disse.

Para ilustrar sua afirmação, Corey Taylor mencionou artistas como Taylor Swift e One Direction, que, para ele, fazem música comercial. “Está ok para mim. Não ligo. Deixem os malditos Taylor Shits e One Erections venderem refrigerantes e calcinhas comestíveis”, afirmou, trocando o sobrenome Swift por “Shits” (“m*rdas”) e o nome Direction por “Erections” (“ereções”).

Por Igor Miranda

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.