Em gravação, Taylor Swift aprova polêmica letra de “Famous”, de Kanye West

'Famous' gerou polêmica por letra e clipe (Reprodução/YouTube)

‘Famous’ gerou polêmica por letra e clipe (Reprodução/YouTube)

A última segunda-feira (18) foi marcada por uma das maiores polêmicas do universo pop. A socialite Kim Kardashian divulgou, em seu perfil na rede social Snapchat, gravações de uma conversa por telefone entre seu marido, o rapper Kanye West, e a cantora Taylor Swift.

No registro, Taylor Swift aprova a letra de “Famous”, música lançada por Kanye West e que, após ser divulgada, gerou polêmica e foi até alvo de um discurso contrário da própria Taylor. Na composição, Kanye chama a cantora de “vadia” e diz que eles poderiam transar, porque ele foi o responsável por fazê-la famosa.

Ao menos no trecho divulgado por Kim Kardashian, Taylor Swift parece aprovar a letra de Kanye West. “Eu curti mesmo”, disse Taylor, em um momento. Em outra parte, a artista ainda agradece a ligação do rapper. “Estou muito feliz que você teve o respeito em me telefonar e contar tudo, como um amigo, sobre a música”, afirmou.

Ouça (em inglês e sem legendas):

https://www.youtube.com/watch?v=eirCFfrtooE

Resposta

Taylor Swift, é claro, não gostou nada da divulgação do áudio. A cantora publicou um pequeno texto em suas redes sociais para se explicar. Ela diz que, na ligação, Kanye West não disse que ela seria chamada de “vadia” na música.

“Onde está o vídeo com Kanye me dizendo que iria me chamar de vadia na música? Não existe, porque nunca aconteceu. Não dá para controlar a reação emocional de uma pessoa que foi chamada de vadia na frente do mundo inteiro. Claro que eu queria gostar da música. Queria acreditar em Kanye quando ele disse que eu ia adorar a música. Queria que fôssemos amigos. Ele prometeu me mostrar a música antes de lançar, mas nunca o fez. Tentei ser legal no telefone, mas não tenho como aprovar algo que não escutei. Ser falsamente pintada como uma mentirosa quando eu nunca fui informada da história inteira ou escutei algum trecho da música é assassinato de reputação. Gostaria de ser excluída dessa narrativa, uma vez que nunca pedi para fazer parte disso, desde 2009”, disse.

That moment when Kanye West secretly records your phone call, then Kim posts it on the Internet.

Uma foto publicada por Taylor Swift (@taylorswift) em

Processo judicial

Veja também:
Gusttavo Lima relembra casa de pau a pique e incêndio na infância

É possível que Taylor Swift processe Kanye West e Kim Kardashian pela divulgação dos áudios da conversa por telefone sem o consentimento dela. A informação é do site TMZ.

Além da indignação por parte de Taylor Swift, a própria legislação do estado da Califórnia, onde Kanye West supostamente estava, aponta que, para uma gravação do tipo ser exposta, é necessário o consentimento das duas partes.

O TMZ afirma, ainda, que, em fevereiro deste ano, um advogado de Taylor Swift enviou uma carta para Kanye West na qual exigia a destruição da gravação do telefonema. O motivo era justamente a ilegalidade: não se pode registrar uma ligação sem que a outra pessoa concorde.

Entenda o caso

Em fevereiro deste ano, Kanye West lançou a música “Famous”, que integra o álbum, “The Life Of Pablo”. Na letra, ele chama Taylor Swift de “vadia” e diz que eles poderiam transar porque foi o responsável por fazê-la famosa.

À época, por meio de representantes, Taylor Swift revelou que sabia do teor da música “Famous”, pois Kanye West entrou em contato com a equipe dela. No entanto, Taylor afirma que não sabia do verso onde é citada – ela só sabia do “teor misógino” da composição e teria tentado alertar Kanye sobre as consequências de divulgar algo assim.

Dias depois, durante a premiação do 58° Grammy Awards, Taylor Swift fez um discurso e alfinetou Kanye West. “Gostaria de falar a todas as jovens mulheres: muitos vão tentar deter o seu sucesso e tomar os créditos pela sua fama. Não deixe elas te desviem da sua rota. Se você estiver focada e não deixar essas pessoas te tirarem do seu caminho, um dia você chegará aonde deve. Olhará em volta e saberá que foi você e as pessoas que te amam que te colocaram lá”, disse.

Veja também:
'Pé-frio'? Mick Jagger 'zica' Inglaterra em duelo contra a Croácia

A polêmica ganhou novos contornos quando, em junho deste ano, Kanye West lançou um clipe para “Famous”, no qual várias celebridades aparecem nuas, representadas por bonecos de cera. Entre os famosos, está, obviamente, Taylor Swift.

Em entrevistas, Kim Kardashian dizia que Taylor Swift havia humilhado o seu marido e que ela sabia, sim, do conteúdo da música. Foi o que a encorajou a divulgar a gravação, apesar de, ao menos segundo a legislação da Califórnia, ser algo ilegal.

Não é a primeira situação constrangedora envolvendo Kanye West e Taylor Swift. Em 2009, quando a cantora foi anunciada como vencedora da categoria “Melhor vídeo feminino” do MTV Video Music Awards (VMA), o rapper subiu ao palco e protestou em favor de Beyoncé, que concorria ao prêmio. Rumores apontam que eles fizeram as pazes anos depois e chegaram a aparecer juntos, em fotos amistosas, no Grammy de 2015.

Assista ao clipe de “Famous”:

Por Igor Miranda

#comentários