Foto: Reprodução/YouTube

Empresa cria a primeira guitarra inquebrável da história da música

Enquanto muitos músicos adoram quebrar seus instrumentos no palco, durante inflamadas apresentações, uma empresa decidiu criar a primeira guitarra inquebrável da história. A Sandvik Coromant, fabricante sueca, divulgou o instrumento em meados do mês de abril de 2019.

A guitarra conta com corpo de titânio impresso em 3D. Já o braço foi construído em aço hiper-duplex. O projeto foi desenvolvido com a ajuda de um grupo de especialistas das mais diversas áreas de atuação. O objetivo era entender como utilizar tecnologias sustentáveis na criação de um instrumento que fosse realmente durável, sem esquecer da qualidade.

O resultado final foi um produto de alta performance, sustentável e inquebrável. O corpo da guitarra foi fabricado com pó de titânio e usando uma máquina de Sinterização Direta a Laser de Metal (DMLS). “Isso proporcionou ao corpo uma estrutura mecanicamente forte e complexa, com camadas microscopicamente finas de pó de titânio fundidas usando laser”, disseram os desenvolvedores.

#SandvikLetsCreate #SmashProofGuitar

Yngwie Malmsteen has been smashing guitars for 30 years. Watch what happens when Sandvik makes one that’s smash-proof.

Posted by Sandvik on Tuesday, April 9, 2019

Além disso, os botões de volume e arremate da guitarra também foram criados através da impressão 3D. Por suas vezes, o headstock e o braço do instrumento foram construídos a partir de um único bloco sólido de aço inoxidável.

Veja também:
Carolina Dieckmann divide opiniões ao surgir cantando no 'Encontro'

Amelie Norrby, engenheira de manufatura aditiva da empresa, revelou que a guitarra é resistente e sustentável. Segundo ela, o instrumento foi desenvolvido com uso de tecnologia inovadora. “A manufatura aditiva nos permite construir projetos altamente complexos em pequenas séries de produção”, disse ela.

“Ela nos permite criar componentes mais leves, resistentes e flexíveis com estruturas internas que seriam impossíveis de quebrar. E é mais sustentável porque só usamos o material necessário para o componente, minimizando o desperdício”, completou.

Os engenheiros da Sandvik eliminaram a articulação entre o braço e o corpo. Em vez disso, as duas partes da guitarra foram feitas em uma barra sólida de aço inoxidável reciclado. Este tipo de tecnologia nunca havia sido experimentada antes.

“A precisão foi fundamental”, disse Henrik Loikkanen, desenvolvedor de processo de usinagem da Sandvik. “Nosso software é construído com base em anos de experiência, oferecendo ferramentas e recomendações de dados de corte que nos ajudaram a transformar o fretboard em uma espessura de 1 milímetro em alguns lugares”, acrescentou.

Para testar a invenção de forma definitiva, a Sandvik convocou o guitarrista Yngwie Malmsteen. Além de ser um dos músicos mais técnicos do mundo, Yngwie é especialista em quebrar guitarras.

“Quando eu tinha sete anos de idade, vi Jimi Hendrix destruir uma guitarra na TV. Então comecei a tocar guitarras para poder arrebentá-las. Devo ter destruído mais de cem delas!”, comentou ele.

Veja também:
Com Adele e Coldplay: cientistas criam playlist que combate a ansiedade

O teste aconteceu durante um show, na Flórida. Depois de tocar várias músicas, Malmsteen começou a bater a guitarra em amplificadores, nas estruturas do palco, no chão, ou seja, ele não mediu esforços para destroçar o instrumento. Depois do que ele descreveu como uma “luta de boxe, de 12 rounds”, o guitarrista não conseguiu quebrar a guitarra. Além de reconhecer a derrota, o músico não poupou elogios ao instrumento.

“Essa guitarra é uma fera! A Sandvik fez um trabalho esplendido, cujo resultado é fantástico. Tentei tudo que pude, mas foi impossível quebrar a guitarra”, disse.

Veja: