Famílias de vítimas do atentado em Manchester receberão fortuna

Renda foi arrecadada após show beneficente feito por Ariana Grande (Instagram)

Renda foi arrecadada após show beneficente feito por Ariana Grande (Instagram)

O atentado terrorista que abalou o mundo durante um show de Ariana Grande em Manchester, no Reino Unido, levou a vida 22 pessoas em maio deste ano. Como uma forma de alento, as famílias das vítimas deverão receber, cada uma, US$ 324 mil – valor que que ultrapassa um milhão de reais.

A We Love Manchester Emergency Fund, fundada para ajudar os familiares das vítimas da tragédia, arrecadou mais de US$ 23 milhões (algo em torno de R$ 72,6 milhões). A maior parte da quantia será destinada às famílias daqueles que não sobreviveram, enquanto US$ 4,5 milhões (aproximadamente R$ 14 milhões) serão divididos entre as famílias dos sobreviventes que foram hospitalizados – inclusive, nove ainda estão internados.

Sue Murphy, que liderou o levantamento de fundos, agradeceu pelo apoio dado à causa. “A cidade e o mundo responderam com muita gentileza, generosidade e solidariedade após o ataque em Manchester. Obrigada àqueles que levantaram mais de US$ 23 milhões e nós estávamos conscientes que deveríamos destinar parte dessa quantia àqueles com necessidades imediatas”, diz.

O atentado

Na noite de 22 de maio de 2017, pelo menos 22 pessoas morreram e outras 64 ficaram feridas devido a um atentado terrorista, feito pelo suicida Salman Abedi, que provocou uma explosão de uma bomba logo após o fim do show de Ariana Grande na Manchester Arena. Autoridades britânicas afirmam que, quase três meses depois, nove pessoas ainda estão internadas.

Veja também:
Rouge anuncia que está gravando novo videoclipe: 'um grito de liberdade'

O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado. O grupo afirmou, ainda, que um “soldado do califado” colocou “muitos pacotes-bomba” em várias concentrações de “cruzados” na cidade britânica.

O EI reivindicou a autoria do ataque após a polícia britânica ter detido um homem de 23 anos que, supostamente, está relacionado ao atentado na Manchester Arena. Posteriormente, mais três suspeitos foram detidos pelas autoridades locais.

O atentado foi promovido a partir de uma explosão de uma bomba caseira. O artefato foi detonado enquanto milhares de pessoas deixavam o local.

Devido à situação, foi criado o fundo de emergência We Love Manchester Emergency Fund. Por meio dele, Ariana Grande realizou um show beneficente com a participação de diversos astros, como Coldplay, Justin Bieber e Katy Perry, entre outros.

* Por Estadão Conteúdo

#comentários

Compartilhar