Feministas criticam Hayley Williams por música do Paramore

Feministas criticam Hayley Williams por música do Paramore

Vocalista se declarou feminista em publicação na internet (Divulgação)

Vocalista se declarou feminista em publicação na internet (Divulgação)

Uma música do Paramore lançada em 2007 voltou a ser pauta entre feministas na internet. Publicações em mídias sociais contestam o conteúdo de “Misery Business”.

As ativistas afirmam que Hayley Williams, vocalista e uma das autoras da faixa, construiu uma imagem ruim na letra de “Misery Business”, onde ela canta versos como “once a whore, you´re nothing more, I´m sorry that´ll never change” (“uma vez uma vadia, você não é nada mais, desculpe-me, mas isso jamais mudará”). No clipe da música, Hayley se vinga de uma espécie de rival “patricinha”.

As publicações das ativistas chegaram até Hayley Williams, que se explicou por meio de sua conta na mídia social Tumblr. “Misery Business não é uma letra que pode ser associada a uma mulher com 26 anos de idade. Esses versos foram escritos quando eu tinha 17 anos e, reconheço, de uma forma bastante limitada”, justificou a cantora.

A vocalista afirmou, ainda, que a letra se trata de um momento vivenciado por ela enquanto ainda era estudante do ensino médio. “Não sinto vergonha. Sou muito gata pelas minhas experiências, incluindo meus equívocos, que me moldaram e me fizeram feliz”, disse. Hayley disse, por fim, que se admite feminista e não é perfeita.

Veja também:
Morte de Kurt Cobain é cercada de polêmicas e teorias da conspiração

Por Igor Miranda

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.