Filha de Kurt Cobain se revolta com Lana Del Rey: “A morte prematura de músicos não é algo para romantizar”

Divulgação

Frances Bean Cobain, filha do vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, se manifestou a respeito da declaração controversa de Lana Del Rey ao jornal The Guardian, na última semana. Del Rey falava sobre seus ídolos, como o próprio Cobain e Amy Winehouse, quando o repórter levantou a questão que um link em comum, era que ambos haviam morrido jovens, no que Lana afirmou que “gostaria de já estar morta”.

Nesta segunda-feira (23), Frances resolveu desabafar sobre a declaração em sua página no Twitter. Em um texto que foi deletado, a jovem de 21 anos escreveu:

“A morte prematura de jovens músicos não é algo a se romantizar. Eu nunca irei conhecer meu pai porque ele morreu jovem e isso se tornou algo desejável porque pessoas como você acham “legal”. Bem, não é. Abrace a vida, você só terá uma”.

Em seguida Frances escreveu outra mensagem esclarecendo a situação.

“Eu não estou atacando ninguém. Eu não tenho rancor para com a Lana, eu estava apenas tentando colocar as coisas sob a perspectiva de uma experiência pessoal”, concluiu.

Lana Del Rey por sua vez declarou na última semana que foi “manipulada” pelo jornalista que fez perguntas calculadas sobre a questão da morte, o que a levou a fazer a declaração deprimente.

Veja também:
Criador de 'Os Simpsons' confirma participação de Michael Jackson em episódio

O jornalista em questão, Tim Jonze rebateu as acusações da cantora.

“Ela podia não querer dar a entrevista, mas não foi o que pareceu – ela foi uma companhia ótima nos 70 minutos que passamos conversando, e parecia feliz em continuar além do tempo estipulado”, declarou ainda divulgando o áudio da polêmica entrevista.

Por Débora Blezer