Gusttavo Lima perde ação por plágio e terá que pagar 1,8 milhão de reais

Música'Que mal te fiz eu' é alvo de disputa judicial (Reprodução/Facebook)

Música ‘Que mal te fiz eu’ é alvo de disputa judicial (Reprodução/Facebook)

O cantor Gusttavo Lima perdeu, em definitivo, uma disputa judicial por plágio relacionada à música “Que mal te fiz eu”. A Justiça do Rio de Janeiro determinou, ainda, que o cantor terá que pagar uma multa de R$ 1,8 milhão pelo uso indevido de trechos de uma canção homônima, feita pelo português Ricardo Landum e lançada por Leandro, também de Portugal.

A juíza Maria Cristina de Brito Lima, da 6ª Vara Empresarial do Rio, já havia proibido a execução ou divulgação da música, tanto por parte de Gusttavo Lima quanto de sua gravadora, a Som Livre. Além da restrição mantida, houve a aplicação da multa. Outros artistas que registraram a música, como Wesley Safadão e a banda Aviões do Forró, também foram notificados, bem como o Google, graças à monetização do clipe publicado por Gusttavo Lima no YouTube.

O advogado do compositor Ricardo Landum afirma que nem Gusttavo Lima, nem Som Livre se responsabilizaram pela música. A gravadora afirmou que não atuou no processo de compra de “Que mal te fiz eu”. Já a defesa de Gusttavo diz que outro artista já apresentava uma versão adulterada da música.

Os argumentos de defesa não foram válidos o bastante para evitar a multa de R$ 1,8 milhão, aplicada pela Justiça. Ricardo Landum não descarta um acordo com o artista, conforme reportado por seu advogado, pois o intuito era apenas comprovar a autoria de “Que mal te fiz eu”, não o de proibir a reprodução da música. Representantes de Gusttavo Lima e Som Livre foram procurados pela reportagem do site “iG”, mas não responderam o contato.

Veja também:
Escultura aparece com pichação do Kiss na Catedral de Santiago de Compostela

Ouça as versões de Leandro e de Gusttavo Lima para “Que mal te fiz eu”:

https://www.youtube.com/watch?v=54E7OPrjTW4

Por Igor Miranda (@silvercm)

#comentários

Compartilhar