Irmão de Cristiano Araújo emociona em Barretos

'Você canta muito, tem um vozeirão, é de família. Parabéns, o palco é seu'

‘Você canta muito, tem um vozeirão, é de família. Parabéns, o palco é seu’

Felipe Araújo, irmão do cantor Cristiano Araújo, estreou ontem na Festa do Peão em Barretos, com muita emoção e a lembrança do irmão, falecido no ano passado em um acidente de carro.

Felipe também seguiu carreira na música sertaneja e mostrou que o talento está no sangue, com um show próprio no Palco Festeja e uma participação pra lá de especial logo em seguida no Palco Estádio, durante o show de Zezé di Camargo e Luciano.

Momentos antes de subir para se apresentar, Felipe Araújo falou aos jornalistas sobre a dor da perda e a saudade do irmão: “Gostaria que ele estivesse junto comigo para ele sentir o mesmo orgulho que eu senti no dia que eu vim com ele. Eu tenho certeza que ele está sempre do meu lado. Onde ele estiver, está muito orgulhoso de mim, também vai estar me ajudando bastante. Se Deus quiser vai dar tudo certo hoje, vai ser uma grande noite, vai ser um grande show”.

E foi mesmo um show inesquecível para o público presente. Mas a surpresa maior aconteceria durante o show da dupla consagrada Zezé di Camargo e Luciano. Zezé recordou um encontro que teve com Cristiano Araújo no passado, homenageou o cantor e chamou Felipe para seu lado.

Veja também:
Pabllo Vittar rompe com marca após dono manifestar apoio a Bolsonaro

Felipe cantou os primeiros versos de “Maus Bocados” e a multidão puxou o resto em um momento emocionante. Depois, a dupla goiana cantou junto com Felipe a música “O Defensor”.

O jovem sertanejo ainda arrancou elogios de Zezé: “Felipe, você não está aqui porque é irmão do Cristiano, porque o Cristiano partiu prematuramente. Você está aqui também pelo valor. Você canta muito, tem um vozeirão, é de família. Parabéns, o palco é seu”.

Com 20 anos, Felipe Araújo deixou sua marca em Barretos enquanto se prepara para lançar um DVD, com participações dos mesmos Zezé di Camargo & Luciano que o receberam tão bem, além de Jorge & Mateus e Simone & Simaria.

De onde ele tira o exemplo para sua carreira? Do saudoso irmão, sempre: “Eu tento me espelhar nele para tudo, porque ele foi uma pessoa de bem, de coração muito bom, eu tento me espelhar nisso. O Cristiano era o maior exemplo de tudo, de ser humano, de humildade, de artista, de como tratar não só os fãs, mas qualquer tipo de pessoa”.