Foto: Rafa Mattei / divulgação

Ivete Sangalo barrou governador do Rio em camarim de show, diz colunista

A cantora Ivete Sangalo teria barrado a presença do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, em seu camarim durante uma festa no hotel Copacabana Palace. A informação é do jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no jornal ‘O Globo’. A assessoria de Witzel nega que a situação tenha ocorrido.

O evento, ocorrido no último dia 6, era uma comemoração dos 50 anos do escritório de advocacia Sérgio Bermudes. Ivete Sangalo foi a responsável pelo show que encerrou a festa.

Veja também:
Ivete Sangalo fala sobre Gugu e quebra silêncio sobre a morte do irmão

No total, o hotel havia recebido mais de 3 mil convidados, todos esperando pelo show de encerramento. Entre eles, estava o governador do Rio, que pediu para encontrar Ivete Sangalo em seu camarim.

Segundo a publicação, a cantora não teria gostado da ideia, pedindo para a produção que barrasse a entrada de Witzel no espaço destinado a ela e sua banda.

Wilson Witzel, cuja assessoria negou o ocorrido, não era o único nome ligado à política presente no evento. Além dele, Cláudio de Mello Tavares, presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, bem como o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o ex-ministro Gustavo Bebianno também compareceram.

Veja também:
Jesus Sangalo 'morreu de mágoa' após briga de anos com Ivete, diz irmã
Compartilhar