Joelma nega ter dito que vítimas em boate gay deveriam estar em igreja

Joelma diz se solidarizar com as famílias dos que faleceram (Reprod./Instagram)

Joelma diz se solidarizar com as famílias dos que faleceram (Reprod./Instagram)

Em uma postagem nas redes sociais, Joelma negou que tenha dito que as vítimas de um tiroteio na boate Pulse, em Orlando, Estados Unidos, deveriam estar em uma igreja. Os rumores foram ventilados nos últimos dias, desde que o atentado ocorreu, na madrugada de domingo (12).

“Recebi com muita tristeza a notícia do atentado a boate Pulse, em Orlando, nos Estados Unidos […] Entretanto, atribuíram a mim alguns conteúdos infelizes e difamatórios sobre o fatídico incidente, a partir de blogs e sites de origem duvidosa e claramente tendenciosa. Esclareço que não concedi qualquer entrevista sobre a tragédia que ocorreu”, afirmou a cantora, em parte da publicação.

Em outro trecho, Joelma disse que tem rezado em função do ocorrido. “[…] me solidarizo com as famílias das pessoas que faleceram, orando a Deus pelo conforto e a realização da justiça. Ratifico que o objetivo da minha banda é proporcionar ao público alegria e diversão, independentemente de cor, raça, gênero ou orientação sexual”, disse.

Veja a publicação:

ATENÇÃO!

Uma foto publicada por Joelma (@joelmaareal) em

Joelma e homossexuais

Joelma já causou polêmica no passado depois de falar sobre homossexuais. Em 2013, a cantora falou com o colunista Bruno Astuto, da revista Época, sobre a possibilidade de ter um filho gay. A cantora afirmou que “lutaria até a morte” para convertê-lo. , disse.

Veja também:
Bono, do U2, tem encontro com Papa e debate abusos sexuais na igreja

Na mesma época, o jornal Extra noticiou que um filme que contaria a história da Calypso, intitulado ´Isto é Calypso´, foi cancelado em função da polêmica gerada com essa declaração. A mesma entrevista também resultou no cancelamento de um show da cantora, já em carreira solo, que aconteceria no “Baile dos Artistas”, em Recife, no início deste ano.

Por Igor Miranda

Compartilhar