Justin Bieber 05

Justin Bieber desabafa sobre fama, vício e Deus: ‘usei drogas pesadas’

Justin Bieber surpreendeu os fãs, nesta segunda-feira (2), ao publicar uma carta aberta com um longo desabafo sobre o impacto da fama precoce. Em sua postagem, Bieber relaciona o sucesso conquistado ainda adolescente com depressão, vício em drogas e o comportamento abusivo que ele assume ter tido em relacionamentos anteriores.

O cantor iniciou o texto abordando os sinais de depressão e cita que, apesar de todos os luxos da carreira musical, ele se sente vazio e sem vontade de viver.

“É difícil sair da cama de manhã com a atitude certa quando você está sendo oprimido pela sua vida, seus posts, seus trabalhos, suas responsabilidades, suas emoções, sua família, suas finanças e seus relacionamentos. Você começa a prever o dia com as lentes do medo e a antecipar outro dia ruim”, escreve Bieber.

“Um ciclo de decepções atrás de decepções. Às vezes, chega até ao ponto em que você não quer mais viver. Quando você sente que nada irá mudar. Eu posso totalmente simpatizar com você. Eu não podia mudar meu modo de pensar. Eu sou sortudo de ter pessoas na minha vida que me encorajam a continuar. Você vê, eu tenho muito dinheiro, roupas, carros, conquistas, prêmios e eu ainda estava me sentindo vazio”, acrescenta.

Na sequência, o cantor refletiu sobre como ter se tornado famoso mundialmente tão cedo moldou sua personalidade e atrapalhou o desenvolvimento de seu caráter.

“Eu fui de um garoto comum de 13 anos de uma cidade pequena para uma pessoa adorada por milhões dizendo que me amavam e que me achavam muito bom”, relembra. “Eu não sei você, mas humildade vem com a idade. Você ouve essas coisas quando é pequeno e começa a acreditar. Racionalidade vem com a idade, assim como o poder de decisão (um dos motivos para você não beber até completar 21 anos). Todo mundo sempre fez tudo por mim, então eu nem cheguei a aprender os fundamentos do que é ser responsável”, completa.

Vícios e comportamento abusivo

Justin Bieber cita ter feito as piores decisões que alguém poderia fazer na vida, menciona o vício em drogas pesadas e classifica que se tornou “rancoroso, desrespeitoso com mulheres e bravo”.

Na sequência, ele diz que acreditava que não poderia mudar esse quadro, mas que conseguiu graças a pessoas próximas. Ele ainda cita o casamento com Hailey Bieber como exemplo de algo positivo que o fez mudar.

“Felizmente fui abençoado com pessoas extraordinárias que me amam por quem sou. Agora eu estou navegando na melhor época da minha vida: CASAMENTO, o que é uma incrível nova responsabilidade”, explica. “Você aprende paciência, confiança, compromisso, carinho, humildade e tudo o que parece te fazer ser um bom homem”.

Por fim, o cantor cita sua fé e deixa uma mensagem positiva aos fãs. “Tudo isso para dizer: quando as chances estão contra você, continue lutando. Jesus te ama. Seja gentil hoje. Seja corajoso e ame as pessoas, não pelos seus padrões, mas pelo amor perfeito de Deus”.

Justin Bieber e religião

Vale lembrar que Justin Bieber tem se mostrado cada vez mais próximo de seus valores religiosos e chegou a cantar uma música gospel durante um culto na semana passada.

Conforme informações do ‘Entertainment Tonight’, o cantor chegou a chorar enquanto se preparava para subir ao palco e cantar ‘Never Would Have Made It’, de Marvin Sapp, para os fiéis que lotavam o local.

Veja também:
Justin Bieber chora ao cantar música gospel em igreja pela 1ª vez; assista

A apresentação foi compartilhada em vídeo pelo próprio cantor, que fez um texto para comentar a ocasião no Instagram.

“Cantei na igreja na noite passada. Deus está comigo em uma fase difícil. Confiar em Jesus nos seus piores momentos é absolutamente difícil, mas ele é fiel para completar o que começou”, escreveu o cantor na rede social. “Eu também gostaria de agradecer à minha esposa [Hailey Bieber] por ser um apoio tão grande em minha vida nessa temporada”, completou.

Leia a íntegra do desabafo de Justin Bieber:

“É difícil sair da cama de manhã com a atitude certa quando você está sendo oprimido pela sua vida, seus posts, seus trabalhos, suas responsabilidades, suas emoções, sua família, suas finanças e seus relacionamentos. Você começa a prever o dia com as lentes do medo e a antecipar outro dia ruim. Um ciclo de decepções atrás de decepções. Às vezes, chega até ao ponto em que você não quer mais viver. Quando você sente que nada irá mudar. Eu posso totalmente simpatizar com você. Eu não podia mudar meu modo de pensar. Eu sou sortudo de ter pessoas na minha vida que me encorajam a continuar. Você vê, eu tenho muito dinheiro, roupas, carros, conquistas, prêmios e eu ainda estava me sentindo vazio.

Você notou as estatísticas sobre pessoas que cresceram como artistas e o que aconteceu em suas vidas? Existe uma pressão e responsabilidade insana que é colocada no cérebro, nas emoções e no lóbulo frontal (que toma decisões) de uma criança que ainda não se desenvolveu. Irracionalidade, ser desafiador, rebelde, coisas que todos nós precisamos enfrentar. Mas quando você coloca essa pressão do estrelato, causa algo em você que é inexplicável. Eu não cresci em uma casa estável, meus pais estavam separados, aos 18 anos, sem dinheiro e continuavam jovens e rebeldes. Enquanto meu talento progredia e tinha mais sucesso, [essa pressão] aconteceu durante dois anos. Meu mundo virou de ponta cabeça. Eu fui de um garoto comum de 13 anos de uma cidade pequena para uma pessoa adorada por milhões dizendo que me amavam e que me achavam muito bom.

Eu não sei você, mas humildade vem com a idade. Você ouve essas coisas quando é pequeno e começa a acreditar. Racionalidade vem com a idade, assim como o poder de decisão (um dos motivos para você não beber até completar 21 anos). Todo mundo sempre fez tudo por mim, então eu nem cheguei a aprender os fundamentos do que é ser responsável. Por isso, aos 18 anos eu não tinha nenhuma experiência com o mundo real, mas tinha milhões de dólares e acesso ao que eu quisesse. Isso é um conceito muito assustador para qualquer um. Aos 20, eu fiz todas as piores decisões que você pode imaginar e fui de uma das pessoas mais amadas para uma das mais ridicularizadas, julgadas e odiadas no mundo! Estar no palco, segundo estudos, é uma das maiores descargas de dopamina que qualquer outra atividade pode dar. Então esse altos e baixos são bem difíceis de lidar. Você nota que muitas bandas e pessoas acabam tendo um período que abusam de drogas e eu acredito que é porque eles não conseguem lidar com esses altos e baixos que vêm com a carreira do entretenimento.

Eu comecei a usar drogas muito pesadas aos 19 anos e abusei de todos os meus relacionamentos. Eu me tornei rancoroso, desrespeitoso com mulheres e bravo. Eu fiquei distante de todos que me amavam e estava me escondendo atrás da concha da pessoa que eu me tornei. Eu sentia que nunca poderia dar a volta por cima. Me custaram anos para superar essas decisões ruins, consertar relações quebradas e mudar meus hábitos de relacionamento. Felizmente fui abençoado com pessoas extraordinárias que me amam por quem sou. Agora eu estou navegando na melhor época da minha vida: CASAMENTO, o que é uma incrível nova responsabilidade. Você aprende paciência, confiança, compromisso, carinho, humildade e tudo o que parece te fazer ser um bom homem. Tudo isso para dizer: quando as chances estão contra você, continue lutando. Jesus te ama. Seja gentil hoje. Seja corajoso e ame as pessoas, não pelos seus padrões, mas pelo amor perfeito de Deus.”

Compartilhar