Foto: divulgação

Internautas ameaçam boicotar marca após anúncio com Ludmilla

Desde o lançamento no fim de novembro de 2019, a música ‘Verdinha’, de Ludmilla, tem causado polêmica. A canção gerou incômodo por conter trocadilhos e frases de duplo sentido que podem ser interpretadas como alusões à maconha – apesar do clipe trazer a artista em meio a uma plantação de alface.

Após o YouTube restringir sua reprodução apenas para maiores de 18 anos e ser alvo de uma ação movida pelo deputado federal Marco Feliciano, que pede a cassação da concessão pública da TV Globo por exibir uma performance da música no programa ‘Encontro’, ‘Verdinha’ provocou uma ameaça de boicote à marca de cosméticos Avon, por parte de internautas. A empresa contratou Ludmilla como garota-propaganda em um anúncio, o que gerou repercussão nas redes.

Veja também:
Por causa de 'Verdinha', deputado Marco Feliciano quer tirar TV Globo do ar

A postagem em que Ludmilla aparece foi feita na última terça-feira (7). Nela, a marca oferece mais de 10 mil prêmios, como kits de maquiagens e ingressos para um show da cantora, com tudo pago, para quem participar da ação.

Com a repercussão negativa em parte dos comentários, a Avon se manifestou. Uma internauta, por exemplo disse: “Existem mulheres muito mais bonitas e dignas de estampar a marca Avon. Talvez, ela represente algumas mulheres, mas a mim, minhas irmãs, minha filha, minha sobrinha e mãe, jamais. A música dela é um lixo”.

Veja também:
Ludmilla se revolta após YouTube censurar 'Verdinha': 'sabotagem'

A Avon, então, respondeu: “Sinto muito que não tenha se sentido representada. Acredito que minha amiga Ludmilla representa a parcela de mulheres que lutam de forma honesta e digna para serem livres, e a beleza que é a sua cara mora aí”.

Outra internauta declarou: “Gosto dos produtos da Avon, mas não comprarei nada daqui para frente. Uma empresa colocar uma pessoa que faz apologia às drogas. Estou fora”.

A marca reagiu: “Sinto muito que não tenha se sentido representada. Busco sempre estar do lado de quem me apoia tanto, assim como você. Estou do lado de todas as mulheres que acreditam na beleza respeitando cada uma. Fique comigo, tenho certeza que ainda teremos muitos momentos especiais nessa jornada que trilhamos juntas”.

Em outra publicação, a Avon explicou a justificativa para a opção por Ludmilla nesta campanha. “Eu escolhi a Lud pela sua trajetória de sucesso, uma cantora super premiada e uma mulher maravilhosa. A Avon não faz apologia a nenhum tipo de substância ilícita, e respeita acima de tudo a liberdade de expressão e de diferentes opiniões. E eu amo saber que minhas revendedoras também apoiam um mundo com mais amor e tolerância”, afirmou a empresa.

As assessorias de Ludmilla e da Avon não se manifestaram oficialmente à imprensa após a polêmica. Veja as publicações:

View this post on Instagram

Promoção Hit&Make: é só achar um desses batons com acabamento rosa espelhado da Avon e, pronto, você leva um dos 10 mil prêmios! Quanto mais você comprar, mais chances de ganhar. Igual a CERTAS PESSOAS que pediram 9 mil de uma vez… #HiteMakeChallenge #Avon #AvonAcessível #PraCegoVer: No carrossel temos duas fotos. Na primeira, há um cenário com muitas caixas cor de rosa e, em destaque, a cantora Ludmilla. Ela tem cabelos pretos divididos ao meio que vão até o busto. Ela está de olhos fechados enquanto dá um “selinho” em um batom Avon que está segurando enquanto segura outro na mão esquerda. Ela usa um colar de brilhantes e um vestido rosa que deixa o busto a mostra, e plumas brancas nos braços. Na segunda imagem, uma das caixas está aberta e em destaque, dentro dela há vários produtos de maquiagem Avon e isopor branco. Em ambas imagens é possível ler “Avon promoção Hit & Make” no canto superior esquerdo.

A post shared by Avon Brasil (@avonbrasil) on

Veja também:
Sem papas na língua, Ludmilla abre o jogo sobre Anitta, casamento e maconha

Igor Miranda é jornalista que escreve sobre música desde 2007 e com experiência na área cultural/musical.

Compartilhar