Mãe de Ariana Grande ajudou a salvar fãs em atentado de Manchester

Joan Grande levou cerca de 10 crianças e adolescentes ao camarim (Rep/Instagram)

Joan Grande levou cerca de 10 crianças e adolescentes ao camarim (Rep/Instagram)

A notícia do atentado terrorista que matou pelo menos 22 pessoas e feriu outras 64 na Manchester Arena, no Reino Unido, na última segunda-feira (22), deixou o mundo revoltado com tamanha crueldade. Boa parte das vítimas era composta por crianças e adolescentes que acompanhavam um show da cantora Ariana Grande no local.

Todavia, uma atitude tomada por uma familiar de Ariana Grande é capaz de dar alguma esperança com relação à humanidade. Conforme reportado pelo site “TMZ”, a mãe da cantora, Joan Grande, ajudou a salvar fãs durante o tumulto causado na arena pelo estouro da bomba.

Testemunhas contaram ao “TMZ” que Joan Grande estava na primeira fila do show, com, aproximadamente, 10 fãs – crianças e adolescentes – em seu entorno. Quando a explosão foi ouvida, a mãe e um grupo de seguranças da cantora levaram os admiradores para o camarim.

Joan manteve os fãs no camarim até que eles pudessem deixar a arena de forma segura. Após ter sido divulgada pelo “TMZ”, a atitude da mãe de Ariana ganhou repercussão internacional.

O atentado

Na noite da última segunda-feira (22), pelo menos 22 pessoas morreram e outras 64 ficaram feridas devido a um atentado terrorista, que provocou uma explosão de uma bomba logo após o fim do show de Ariana Grande na Manchester Arena. Autoridades britânicas afirmam que pelo menos 12 crianças e adolescentes estão em estado grave.

Veja também:
Sérgio Reis é internado e passa por cirurgia no coração; veja vídeo dele no hospital

O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado. O grupo afirmou, ainda, que um “soldado do califado” colocou “muitos pacotes-bomba” em várias concentrações de “cruzados” na cidade britânica.

O EI reivindicou a autoria do ataque após a polícia britânica ter detido um homem de 23 anos que, supostamente, está relacionado ao atentado na Manchester Arena. Posteriormente, mais três suspeitos foram detidos pelas autoridades locais, que ainda investigam sobre o crime.

O atentado foi promovido a partir de uma explosão de uma bomba caseira, provocada por um suicida. O artefato foi detonado enquanto milhares de pessoas deixavam o local, por volta das 22h35 (18h35, em Brasília).

Por Igor Miranda (@silvercm)

#comentários

Compartilhar